Na cidade

La Palma registou o sismo mais forte desde a erupção do vulcão

Na manhã deste sábado, a ilha sofreu um sismo de magnitude 5.1 com epicentro em Cumbre Vieja.
Vulcão "acordou" em setembro.

Um sismo de magnitude 5.1, o mais forte desde a erupção do vulcão, abalou a ilha de La Palma, nas Canárias, em Espanha na manhã deste sábado, 30 de outubro. Segundo o Instituto Nacional Geográfico (IGN), o terramoto foi registado às 7h24, a mesma hora que em Lisboa, e o seu epicentro foi em Cumbre Vieja, no município de Villa de Mazo. 

O foco teve uma profundidade de 39 quilómetros. O abalo foi sentido em toda a ilha, mas também em El Hierro, La Gomera e Tenerife. Até à data de publicação deste artigo, o IGN não teve conhecimento de quaisquer danos. 

Desde a meia-noite de sexta-feira, 29 de outubro, esta entidade registou 58 sismos de magnitude superior a 2 na ilha de La Palma.

A erupção e o turismo

Esta erupção do vulcão de La Palma começou a 19 de setembro. Desde então, o mundo tem sido invadido por imagens de uma catástrofe natural: ainda que inevitáveis e cíclicos, os vulcões têm um potencial devastador, quase sem paralelo na natureza. 

Segundo uma reportagem do “El País“, o turismo, um dos setores mais prejudicados pelo acordar do vulcão, não está, nem de perto, nos valores de antes da erupção. Mas está a encontrar um novo nicho nos visitantes que, em alguns casos, “se aglomeram”, escreve-se, para assistir ao fenómeno.

Alguns visitantes, refere o jornal, vão mais longe: recolhem cinzas e levam-nas num saco, como recordação do fenómeno. Se este é o cenário ao fim de semana, durante os dias úteis e mesmo em termos globais, porém, o balanço no setor continua a ser negativo.

De seguida, carregue na galeria para ver algumas das primeiras imagens que surgiram do vulcão na Internet; e que poderão estar, entre outras, por detrás da crescente curiosidade de tantos. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT