na cidade

Madeira passa a ter recolher obrigatório a partir das 23 horas

A medida já era aplicada em Portugal continental e vai entrar em vigor na região autónoma a partir de 5 de janeiro.
As medidas serão mais restritivas.

O aumento do número de casos de Covid-19 obrigaram o governo madeirense a aplicar novas medidas com o objetivo de diminuir os contágios. A partir da meia-noite desta terça-feira, 5 de janeiro, passa a existir recolher obrigatório em toda a região autónoma a partir das 23 horas.

Esta era uma medida que já era aplicada em Portugal continental. Na Madeira a circulação na via pública deixa de ser permitida até às cinco da manhã. Esta segunda-feira, 4 de janeiro, serão apresentadas as exceções a esta regra.

“É necessário, nos próximos dias, introduzir mais medidas, tendo em vista a não propagação do vírus”, revela o comunicado do governo regional enviado à agência Lusa, aqui citado pelo “Observador”.

“A vacinação está em curso, mas todos têm de manter as regras necessárias de segurança sanitária, para proteção de toda a população”, continua. A abertura das escolas deverá acontecer a partir de segunda-feira, mas em algumas zonas da ilha o regresso será mais tarde, como é o caso dos municípios do Funchal, Ribeira Brava e Câmara de Lobos, onde se verifica o maior número de infeções.

Entre as medidas já conhecidas está também a proibição de visita a lares durante as próximas duas semanas. Já os bares e restaurantes apenas podem abrir até às 22h30. Será ainda reforçada a fiscalização destas medidas, tudo para “garantir o cumprimento das normas em vigor em toda a região”.

O documento será aprovado no conselho de governo que está marcado para esta segunda-feira, 4 de janeiro. Segundo o boletim mais recente da DGS, divulgado este domingo, 3, a Madeira registou 25 novos casos e conta com um total de 1.696 infeções.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT