na cidade

A partir desta quarta-feira, já não precisa de fazer marcação para os serviços públicos

Entram em vigor as novas medidas previstas para a segunda fase do desconfinamento. A máscara continua obrigatória.
A nova fase arrancou este mês.

Esta quarta-feira, 1 de setembro, arranca mais uma fase do plano de desconfinamento traçado pelo Governo. Uma das medidas que passam a estar em vigor é relativa aos serviços públicos, como as lojas do cidadão, onde deixa de ser necessária fazer qualquer tipo de marcação, como acontecia nos últimos meses. Este plano foi aprovado e anunciado pela ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, a 20 de agosto.

Portugal superou a meta dos 70 por cento da população vacinada, daí que o plano de desconfinamento foi acelerado. Estava previsto para o início de setembro, mas arrancou já no final de agosto. A máscara continua a ser obrigatória na via pública sempre que não é conseguido o distanciamento social pelo menos até dia 12 de setembro, altura em que será feita nova avaliação.

Com o aumento da vacinação, foi possível acelerar o desconfinamento e desde 23 de agosto que nos restaurantes passou a ser possível fazer uma refeição com grupos até oito pessoas no interior e 15 na esplanada

Já nos espaços comerciais aumentou para oito pessoas por cada 100 metros quadrados o limite permitido no interior. Nos transportes públicos estão sem limite de lotação e os taxis e TVDE voltaram a permitir a utilização do banco da frente.

Entre as regras que se mantiveram está o certificado digital para viagens, para entrar em restaurantes aos fins de semana, participar em aulas de grupo ao fim de semana ou para ficar ficar hospedado em estabelecimentos turísticos e alojamento local.

Também até ao final do mês de setembro, deixou de estar em vigor o estado de calamidade para vigorar a situação de contingência.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT