Na cidade

Marcelo Rebelo de Sousa confirma: estado de emergência não vai ser renovado

No entanto, o Presidente da República garantiu que pode voltar-se a recorrer a este estado se necessário.
O estado de emergência termina a 2 de maio.

À saída da reunião que aconteceu esta terça-feira, 28 de abril, sobre o levantamento das medidas de restrições devido à pandemia de Covid-19, Marcelo Rebelo de Sousa respondeu àquilo que todos queriam saber: o “estado de emergência termina no dia 2”, após duas renovações.

Em declarações, o Presidente da República acrescentou que espera não ser necessário recorrer novamente a ele. Porém, que isso poderá acontecer se a evolução da epidemia assim o obrigar.

“O fim do estado de emergência não é o fim do surto”, garantiu. E apelou: “Depende dos portugueses a evolução deste surto, sob pena de se perder o que se ganhou até agora.”

Após esta terceira fase, explicou, haverá uma quarta fase, onde se espera “que haja verdadeiramente a aproximação do termo do surto”. Marcelo Rebelo de Sousa garantiu ainda que daqui a 15 dias haverá nova reunião no Infarmed com especialistas e responsáveis políticos para rever as medidas de Portugal face à pandemia.

“O fim do estado de emergência não é o fim da necessidade de os portugueses seguirem num esforço cívico”, alertou também.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT