Na cidade

Más notícias: prestação da casa pode subir até 250€ em dezembro

O cenário está cada vez mais negro para as famílias com crédito habitação. Comece a fazer as contas.
Comece a fazer as contas.

Os meses passam e o cenário parece estar cada vez pior: apesar das taxas Euribor darem sinais de estar a abrandar em relação à tendência de subida acelerada que têm vindo a registar ao longo deste ano, dezembro não traz boas notícias para as famílias com crédito à habitação.

A  prestação da casa vai voltar a subir bastante este mês nos contratos indexados à Euribor a três, seis e 12 meses, face às últimas revisões, segundo a simulação da Deco/Dinheiro&Direitos. Pode mesmo vir a subir entre 10 a 55 por cento.

O maior agravamento será nos empréstimos indexados à Euribor a 12 meses: um cliente com um empréstimo de 150 mil euros com um spread (margem comercial do banco) de 1 por cento, terá de pagar 701,33€ de prestação da casa. Mais 251,69€ do que pagava em dezembro do ano passado.

Já no caso de um empréstimo da casa nas mesmas condições, mas indexado à Euribor a três meses, a prestação a pagar será de 618,34€, mais 108,18€. No caso da Euribor a seis meses, a prestação da casa pode subir cerca de 164€ por mês.

As taxas Euribor continuam com um percurso ascendente e já atingiram novos máximos desde 2009, tornando praticamente insustentável o reembolso dos empréstimos bancários. O Banco de Portugal estima uma subida até 3 por cento no próximo ano — o que significa que a prestação média deverá aumentar mais de 90€ euros em 2023.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT