Compras

Melhor bairro do mundo #11: as Avenidas Novas são o coração de Lisboa

Depois de dez repórteres da NiT terem defendido os respetivos bairros, chegou a vez de Ângela Mata falar sobre os seus vizinhos de sonho.

Um jardim assim e no centro da cidade.

É certo que nem todas as ruas que fazem parte das Avenidas Novas, em Lisboa, são propriamente sossegadas, bem pelo contrário. Basta olharmos para a Avenida da República, por exemplo, onde o trânsito pode ser caótico. Sobretudo depois das obras megalómanas de reordenamento desta zona. A intenção era boa, mas o resultado final tornou a vida dos moradores e dos lisboetas que passam por lá num verdadeiro inferno.

Por outro lado, também há mais espaços verdes, mais bancos nas ruas, mais árvores a fazerem sombra e mais ciclovias. No fundo, tudo serve para nos convidar a viver mais na cidade e menos em casa. E aí sim, se encontra de facto toda a beleza e harmonia das Avenidas Novas. Quem aqui vive sente um espírito bairrista saudável e em dose moderada. Passado pouco tempo, já conhecemos não só o vizinho de cima, como o do prédio ao lado e o da esquina mais à frente. Isso acontece muito por culpa do comércio tradicional da zona.

Existem várias pequenas mercearias e supermercados, muitos restaurantes e pastelarias, muitas escolas, muitas farmácias, muitos cabeleireiros, muitos quiosques e muitas pessoas simpáticas e prestáveis. Aqui há sempre alguém que conhece outro alguém, capaz de resolver as mais inimagináveis ocorrências. E isso é tão bom.

Tudo acontece e tudo está aqui à volta. Tão de pressa estamos no Campo Pequeno, como a seguir já estamos no Saldanha, na Praça de Londres ou na Guerra Junqueiro. Se quisermos, ainda podemos dar um saltinho à Gulbenkian para ver uma exposição ou os patos a nadarem no lago.

Esta é também a zona ideal para famílias com crianças. Existem variadíssimos jardins e parques infantis, onde podem brincar com maior liberdade e existem várias creches (um pormenor importante para quem tem miúdos pequenos).

Comer em casa? Aqui? Nem pensar. Há restaurantes de todo o mundo. Um em cada esquina. Italianos, nepaleses, japoneses, indianos, chineses, brasileiros e muito mais. Existem também algumas pastelarias que jamais podem ser ignoradas. É o caso da emblemática Pastelaria Versailles, da Namur, onde pode comer os mais maravilhosos bolos miniatura, ou da Flor das Avenidas, conhecida pelas deliciosas chamuças.

Enfim, por aqui há tudo. Tudo mesmo. E é tudo mesmo bom. Ainda assim, há 11 sítios que me encantam particularmente nas Avenidas Novas. Carregue na galeria para os conhecer.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT