Na cidade

A mensagem numa garrafa que viajou 4 mil quilómetros pelo mar até chegar aos Açores

A garrafa foi lançada à água em 2018, em Rhode Island, nos Estados Unidos. É uma história surreal.
Esta história é única.

Foi em 2018 que começou uma história que só acabou há cerca de duas semanas. Nesse ano, o jovem Sean Smith passava férias em Rhode Island, nos Estados Unidos da América, quando decidiu escrever uma mensagem numa garrafa, que acabaria por navegar pelo Oceano Atlântico.

O rapaz escreveu: “É Dia da Ação de Graças. Tenho 13 anos e estou a visitar família em Rhode Island. Eu sou de Vermont. Caso encontrem, enviem email para messageinabottle2018@nullgmail.com.” Três anos e mais de 4.000 quilómetros depois, a mensagem foi encontrada, nos Açores, por Christian Santos, de 17 anos.

Em conversa com o jornal “Boston Globe”, citado pela estação britânica BBC, o jovem revela que estava a pescar com o seu primo nas águas fundas do oceano, onde normalmente apanha lixo, quando encontrou a garrafa. “Eu apanhei-a e olhei lá para dentro e vi que tinha um papel dentro. Achei interessante e fui mostrar à minha mãe.” Mais tarde, a mulher fez uma publicação no Facebook para encontrar o remetente, visto que quando contactaram o email não obtiveram resposta.

Na publicação lê-se: “Olá malta!!! Então, o meu filho estava a mergulhar aqui nos Açores e encontrou uma garrafa a flutuar, agarrou-a e tinha uma mensagem dentro!!! Tentámos enviar um email à pessoa. Sem resposta. Então se souberem de alguém que viva em Vermont peçam-lhes para partilhar isto para encontrarmos este miúdo. É tão fixe quão longe isto chegou!!!”

Hey guys!!! So my son was diving here in the Azores and he found a bottle floating he grabbed it and there was a note in…

Posted by Molly Santos on Tuesday, June 8, 2021

O pedido de Molly acabou por chegar ao jovem Sean, que atualmente já tem 16 anos. Em entrevista à CBS, citada pela BBC, o canadiano admite que a sua primeira reação foi “mas que raios?” Explicou também que aquela tinha sido apenas uma de várias garrafas que tinham enviado para o mar. “Algumas delas foram encontradas pouco tempo depois, mas, depois de dois anos e meio, tinha-me esquecido completamente que o tínhamos feito.”

O jovem termina a dizer que pensa que vai manter o contacto com Christian Santos. “É uma ocorrência bastante especial”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT