Na cidade

Setembro foi um dos meses mais quentes de sempre

Em Portugal continental, o mês classificou-se como normal. Contudo, uma análise a todo o planeta revela dados bem diferentes.
Em Portugal não houve grandes diferenças.

Em Portugal, a sensação geral este ano é que o verão foi particularmente ameno e que outubro é que parece estar a trazer o verdadeiro calor — aliás, de acordo com as previsões, ele deverá ainda continuar nos próximos dias. A nível mundial não será bem assim.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o mês de setembro de 2021 está “entre os quatro mais quentes a nível global”. 2020, 2019 e 2016 completam o pódio, 

Na Europa, de acordo com o relatório do instituto, setembro de 2021 registou um valor médio da temperatura média do ar 0.2 acima do valor normal registado entre 1981-2010, embora tenha havido “contrastes significativos” entre a Europa Ocidental e Oriental.

Assim, na maioria das regiões ocidentais foram registados valores de temperatura muito acima da média, sendo que por exemplo o Reino Unido registou seu segundo setembro mais quente de sempre. Por outro lado na parte leste do continente Europeu registaram-se valores de temperatura inferiores à média: Helsínquia teve o setembro mais frio desde 1997.

Em relação à precipitação na Europa, setembro de 2021 foi mais seco do que a média em grandes partes do sul da Europa e mais húmido do que a média na parte oeste da França, na Península Ibérica e ao longo da costa oriental do Mar Negro.

Em Portugal continental, o mês de setembro deste ano classificou-se como normal em relação à temperatura do ar e chuvoso quanto à precipitação, ainda segundo o IPMA.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT