Na cidade

A misteriosa garagem abandonada que está cheia de carros de competição

É mais uma descoberta inédita dos The Yellow Jackets, o casal que anda sempre à caça de locais abandonados.
Mais uma descoberta incrível.

É com casacos amarelos e caras tapadas que o casal Ivy e Athon, mais conhecidos pelo projeto The Yellow Jackets, descobrem locais abandonados e revelam-nos através de fotografias impressionantes, com cenários de espaços outrora opulentos e entretanto caídos no esquecimento. Depois de terem explorado o parque aquático no centro do País que nunca recebeu clientes, o famoso castelo da Disney em Sintra e até uma fábrica com automóveis clássicos, a dupla encheu de curiosidade os seguidores com um novo local enigmático.

A 3 de maio, partilharam no Instagram imagens inéditas de uma garagem repleta de carros de corrida. Se em tempos estes veículos participaram em competições, essa vida de adrenalina e velocidade já lá vai. Cheios de pó e com pneus furados, ficaram ali, esquecidos no tempo. “Quando entrámos nesta estranha casa vazia, não podíamos imaginar as princesas que dormiam na garagem. Estes antigos carros de corrida, com a identificação dos pilotos, medidores de pressão e até luvas dos condutores de rally. Conseguem imaginar a sensação de conduzir estes carros incríveis”, escreveram os The Yellow Jackets nas redes sociais.

À NiT, contudo, adiantam que não sabem como é que os carros foram parar àquele edifício, mas que, pelo “estado dos pneus e pelo pó”, já deveriam estar por lá há bastante tempo. “O local onde estavam era intrigante por si só. Uma casa completamente vazia, onde entrámos sem expectativa nenhuma…e na garagem tinha aquele tesouro”, contam.

No interior estavam lá quatro carros de corrida, entre eles um Ford Escort com a icónica pintura e decoração da Rothmans. Também lá estavam um Alfa Romeo Giulia Sprint GTA, um Mini vermelho e um Austin Healey 3000, todos eles com a pintura estragada. Apesar de não terem certeza do ano, adiantam que deverão ser das décadas de 60 e 70.

Experiente na descoberta de locais esquecidos, a dupla confessa que esta garagem foi, sem dúvida, uma verdadeira surpresa. “Nem conseguimos acreditar quando vimos os carros. É algo muito diferente do que costumamos encontrar por serem antigos carros de corrida”, explicam. 

Nos comentários da publicação, os seguidores mostraram-se deslumbrados com esta descoberta. Um deles, inclusive, revelou algumas informações sobre os veículos. “Já se ofereceu aos donos montante na casa dos seis dígitos e não vendeu. Vão morrer assim”, escreveu um dos seguidores.

Como é habitual, o casal não revelou a localização da garagem para “proteger o espaço do vandalismo e assaltos”, mas adiantou que fica em Portugal. Não é a primeira vez que os The Yellow Jackets descobrem carros clássicos abandonados. No início de 2023 partilharam, também, as fotografias de uma misteriosa fábrica com automóveis antigos.

Dentro do velho prédio industrial de dois andares e vários anexos existia um túnel escuro que, à primeira vista, parecia uma mina. Assim que chegaram ao outro lado, depararam-se com dezenas de automóveis antigos. “Estavam lá entre 40 a 50 carros, alguns bastante antigos. Achamos que o mais antigo devia ser do início dos anos 30”, contaram à NiT na altura. 

Nas imagens partilhadas pelo casal, é possível ver vários automóveis clássicos e de luxo, incluindo um que se assemelha a um Ferrari Testarossa, um dos carros desportivos da casa de Maranello mais famosos de sempre. Além deste carro desportivo de luxo, o casal conta que, no interior, “havia uma máquina muito antiga de transporte”.

Nas fotografias percebe-se que alguns deles estavam cobertos de musgos e outros encontravam-se no exterior da fábrica, perdidos no meio da vegetação. Mas não foram só os automóveis que conquistaram o casal: “Uma das coisas que mais gostámos neste local foi da arquitetura da fábrica e o túnel”, acrescentam.

A história dos The Yellow Jacket

A caça a locais abandonados de Ivy e Athon, formados em design e fotografia e ambos na casa dos 30, começou muito antes da chegada dos casacos amarelos que os tornaram numa espécie de celebridades no Instagram. O casaco do pai de Athon foi uma graça que ficou e que serviu de gatilho para uma pequena mudança.

“Achámos que o casaco fazia todo o sentido, arranjámos outro e pronto. Com a entrada dos casacos mudámos alguma coisa na estética, mas já fotografávamos locais abandonados creio que desde 2012”, explicou Ivy à NiT.

Apesar de ambos terem empregos que lhes ocupam a maior parte do tempo, há sempre espaço para fazerem estas “escapadinhas”, embora seja uma tarefa bastante trabalhosa. São os amigos que costumam dar dicas de sítios abandonados que podem servir de cenário para a próxima sessão, mas o casal também anda à procura — e o Google Maps é uma das ferramentas essenciais.

“Usamo-lo para ir à procura de pistas que denotem que os edifícios estão em estado de abandono”, nota Ivy. Ocasionalmente, os tesouros encontram-se com um olhar atento na rua.

Quando encontram um destes espaços procuram sempre a autorização dos donos, mas nem sempre a conseguem. “Normalmente quando mostramos o projeto e as ideias que temos, costumam dar autorização para fotografarmos. Noutros casos dizem que não, até porque não têm interesse que sejam divulgados devido ao estado de abandono. Nem têm interesse que a população perceba que estes imóveis estão assim”, explica. 

A primeira regra que têm é a de nunca revelarem a morada dos locais que visitam de forma a evitar possíveis atos de vandalismo. Também evitam danificar o espaço ou tirar o que quer que seja do sítio. Trazer objetos consigo é impensável, apesar de muitas vezes visitarem bibliotecas recheadas de livros ou casas quase intactas, apesar de abandonadas.

O resultado deste vício é um feed recheado de imagens ricas e cheias de detalhes onde os cenários, uns sombrios, outros mais idílicos, contrastam com a cor garrida dos casacos que o casal usa. O sucesso das imagens originou, literalmente a pedido de muitas famílias, um site onde é possível comprar impressões de grandes dimensões das fotografias.

Carregue na galeria para ver as fotografias da garagem de carros de corrida abandonada.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT