Back in Town

Nos próximos dias é proibido caminhar pela floresta em várias zonas do País

A Presidência do Conselho de Ministros emitiu um despacho com esta e outras medidas nas zonas mais afetadas pelos incêndios.

Medidas extraordinárias visam prevenir situações de risco.

Desde as 14 horas de 18 de agosto, e até à meia-noite de 21, é expressamente proibido aceder, circular ou permanecer no interior dos espaços florestais. O mesmo aplica-se aos caminhos florestais, rurais e outras vias que os atravessam. A explicação está nos incêndios florestais de grande dimensão que têm afetado o País, e que obrigaram a Presidência do Conselho de Ministros a emitir um despacho com uma declaração de calamidade e várias medidas preventivas.

“De acordo com as previsões meteorológicas para os próximos dias, em particular para o fim de semana, o risco de incêndio será extremamente elevado”, lê-se no documento. “Em face do perigo elevado, importa adotar desde já excecionais medidas destinadas a prevenir tais situações”.

A lista completa de medidas encontram-se estão disponíveis para consulta no site do governo, assim como a lista completa de concelhos abrangidos pela declaração de calamidade. Falamos dos distritos de Bragança, Castelo Branco, Guarda, Vila Real e Viseu, e de concelhos em Braga, Beja, Aveiro, Coimbra, Faro, Leiria, Portalegre, Porto, Santarém e Viana do Castelo.

Além da proibição de caminhadas pela floresta, está também interdita a utilização de fogo-de-artifício ou de outros artefactos pirotécnicos. Mais: tratores e máquinas agrícolas ou florestais, bem como motorroçadoras, corta-matos e destroçadores, também não podem ser utilizados.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT