Na cidade

Madeira entra em novo confinamento esta segunda-feira

O aumento de casos na região levou recentemente o Governo Regional a adotar medidas mais restritivas e reforçar a fiscalização.
Regras prolongadas.

Esta segunda-feira, 1 de fevereiro, entra em vigor na Madeira um novo período de confinamento no âmbito das medidas de combate à Covid-19. Assim, até 21 de fevereiro mantém-se em vigor o recolher obrigatório e a suspensão de aulas presenciais.

O Conselho do Governo Regional de coligação PSD/CDS, realizado na passada quinta-feira, decidiu prolongar as medidas que havia agravado em 13 de janeiro devido ao aumento de casos registados na Madeira.

Até 21 de fevereiro continua em vigor o recolher obrigatório de segunda a sexta feira, entre as 19 horas e as cinco horas, e aos fins de semana entre as 18h e as 5h. Segundo a Lusa, mantém-se ainda suspensas as aulas presenciais no 3.º ciclo e no ensino secundário e as atividades de natureza industrial, comercial e de serviços terão também de respeitar os horários do recolher obrigatório.

O executivo regional permite o funcionamento dos restaurantes até às 22 horas, exclusivamente para a confeção de refeições para entrega ao domicílio. Da obrigação de cumprimento do horário de recolher obrigatório estão excluídas as farmácias, clínicas e consultórios médicos e veterinários, serviços de oxigénio e gases medicinais ao domicílio e postos de abastecimento de combustível só para abastecimento de veículos.

O aumento de casos de coronavírus na região da Madeira levou o Governo Regional a adotar medidas mais restritivas e a reforçar, contando com o apoio do representante da República, as medidas de fiscalização e aplicação de multas em caso de incumprimento.

A Madeira contabiliza um total de 4.898 casos de infeção por Covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 2.889 foram dados como recuperados, 38 morreram e 1.971 são casos ativos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT