Na cidade

O aviso da PSP para a noite de Passagem de Ano: “Não estranhe visita da polícia”

Autoridades têm tentado dissuadir os agentes económicos de realizarem festas ilegais.
PSP vai estar atenta.

Esta quinta-feira, 31 de dezembro, já está em vigor o dever de recolher obrigatório e a proibição e circulação entre concelhos para a Passagem de Ano. Depois de um Natal com mais margem, são muitas as restrições para estes dias, a começar pelas festas.

Estão proibidas as festas públicas e a PSP vai andar atenta a qualquer indício de festa ilegal. À antena da “TSF”, o intendente Nuno Carocha, porta-voz da PSP, admite mesmo, caso esteja a planear uma festa à margem das restrições: “Não estranhe visita da polícia”.

A PSP salienta que confia “na confiança e na vontade dos portugueses em comprimem as normas” mas não deixará de estar atenta. Nos últimos dias, aliás, a PSP já tem entrado em contacto com “alguns agentes económicos” que manifestaram intenção de organizar festas de Ano Novo nas redes sociais, no sentido de os “demover” da ideia e informar sobre as regras em vigor.

É expectável que possam surgir controlos no trânsito mas haverá também policiamento em zonas das grandes cidades que, tradicionalmente, costumam ser lugar onde muitas pessoas se juntam na noite de Passagem de Ano. Para responder ao desafio deste ano, e ainda que este ano não se prevejam quaisquer concentrações de multidões, o efetivo de polícias será o mesmo do ano passado, destaca o “Público”.

Embora já se tenham iniciado planos de vacinação, as normas visam continuar o combate à propagação da Covid-19. O ano de 2020 foi particularmente desafiante, fruto da pandemia. O adeus a este ano e as boas-vindas a 2021 vão refletir os mesmos cuidados.

Se ainda tem dúvidas sobre o que pode ou não fazer por estes dias devido às restrições, a NiT elaborou um artigo que dá uma ajuda para se orientar.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT