Na cidade

O festival que mostra os jardins mais bonitos (e secretos) de Lisboa está de volta

O Jardim Botânico da Ajuda e a Estufa Fria de Lisboa são apenas alguns dos espaços verdes que poderá conhecer gratuitamente.
Há muitos jardins para visitar.

Lisboa está cheia de jardins e parques magníficos. Alguns são bastante populares entre portugueses e estrangeiros, como é o caso do Parque Eduardo VII. Outros ainda não fazem parte dos roteiros tradicionais. A décima edição do festival Jardins Abertos está de regresso à capital para promover os idílicos espaços verdes da cidade, ao longo de dois fins de semana: 22 e 23; e 29 e 30 de outubro.

O festival, que teve a sua primeira edição em 2017, nasceu da vontade de debater publicamente os temas da ecologia e da sustentabilidade através da abertura (gratuita) dos portões dos jardins de Lisboa. “Descobrir estes espaços é descobrir as espécies que neles vivem, as histórias de quem as plantou e delas cuida, é reunir e participar na alma verde da cidade”, lê-se no comunicado. 

Este ano, o festival vai abrir dez novos jardins e revisitar outros dez em inéditas visitas guiadas com especialidades. Poderá visitar espaços como o Jardim Botânico da Ajuda, o Jardim do Palacete de São Bento, a Estufa Fria de Lisboa ou o Parque Botânico do Monteiro-Mor.

A grande novidade da programação é que, pela primeira vez, o evento inclui a apresentação de dez objetos artísticos nos jardins.  Assim, esta edição será marcada pelo “grito de urgência à escala global e pela consolidação dos objetivos iniciais do projeto na apresentação eficaz de propostas que apresentam soluções práticas”.

O evento é gratuito e haverá um espetáculo de abertura no dia 21 de outubro, sexta-feira. A participação no festival é limitada, feita por ordem de chegada e sem necessidade de inscrição. A programação completa está disponível no site do evento.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT