Na cidade

O fim de uma era: os novos iPhones da Apple já vão ter carregadores universais

Todos os telemóveis terão a mesma porta de entrada a partir de 2024. Pode agradecer à persistência da União Europeia.
Finalmente.

É a notícia que todos os clientes da Apple esperavam: os carregadores dos iPhones vão começar a ter carregadores universais, o que significa que não continuar a precisar de transformadores especiais. Depois de uma luta intensa de vários anos, a empresa americana finalmente desistiu das entradas Lightning para adotar o carregamento através de uma porta USB-C, igual à que a maioria dos concorrentes utiliza atualmente.

Em junho deste ano, a União Europeia aprovou o carregador único para smartphones e portáteis para evitar que se acumulem, nas gavetas lá de casa, dezenas de carregadores e adaptadores usados em aparelhos com portas diferentes. Face a esta decisão, que obrigou a que todos os fabricantes de telemóveis passassem a adotar a mesma porta de entrada para minimizar o impacto ambiental, a Apple não teve outra opção senão render-se à vontade política.

“Obviamente que teremos de cumprir, não temos escolha”, disse Greg Joswiak, chefe de marketing mundial da Apple, no evento “Journals Tech Live”, que aconteceu nesta terça-feira, 25 de outubro, na Califórnia. A medida entrará em vigor já em 2024. A partir dessa data, todos os iPhones lançados terão carregadores universais. 

O acordo da União Europeia pretende ajudar a reduzir as emissões carbónicas e a acumulação de lixo eletrónico. Terá também a consequência de reduzir a necessidade de comprar diversos carregadores distintos, o que irá reduzir os custos para os consumidores.

“O acordo irá permitir aos consumidores poupar cerca de 250 milhões de euros anualmente”, explicou, no verão, Thierry Breton, um dos comissários europeus. Estima-se que os carregadores inutilizados resultam em cerca de 11 toneladas de lixo eletrónico por ano.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT