Na cidade

O maior veleiro de madeira do mundo está a caminho de Lisboa

O Götheborg of Sweden vai atracar na capital de 5 a 8 de setembro. Vai estar aberto a visitas durante este período.
Uma oportunidade única.

O histórico navio Götheborg of Sweden, o maior veleiro de madeira do mundo, vai fazer uma paragem em Lisboa pela primeira vez, de 5 a 8 de setembro. O navio partiu para uma enorme expedição — Asia Expedition 2022/2023 — no dia 8 de junho e a sua paragem em Portugal é a oitava escala da viagem (e a mais longa também).

O Götheborg of Sweden vai ficar atracado no Cais Rocha Conde de Óbidos e o melhor de tudo é que vai estar aberto a visitas durante a sua estadia na capital. Os visitantes vão poder fazer parte da aventura única de velejar como um verdadeiro marinheiro e perceber como funciona a vida a bordo de um navio do século XVIII.

Não é preciso ter nenhuma experiência de navegação, até porque vai estar junto a uma tripulação profissional que o vai treinar enquanto estiver a bordo. Também vai aprender sobre a história das Companhias das Índias Orientais e as aventuras do Götheborg original, que navegou três vezes para a Ásia. 

“A presença deste navio em Lisboa no rio Tejo, no próximo mês de setembro, é um grande momento e um acontecimento emocionante para a cidade, que nos dá a oportunidade de conhecer e saber mais sobre esta expedição, assente em valores humanos, inovação e sustentabilidade”, refere Alberto Laplaine Guimarães, secretário-geral de Lisboa.

Para navegar no veleiro é necessária uma tripulação de 70 pessoas. Nesta aventura, cerca de 20 fazem parte da tripulação profissional e os restantes 50 são membros do público que se vão transformar em marinheiros durante um dia. 

Como existe um número limite de participantes, é necessário fazer uma candidatura online. Segundo a organização, se já trabalhou num navio durante uns dias ou se mostrar que se esforçou muito na inscrição, é possível que seja um dos escolhidos. As informações sobre o programa, horários de funcionamento e preços vão ser divulgadas mais perto da data.

Lisboa é a oitava escala da expedição e a última antes do navio entrar no Mediterrâneo. Será também a mais longa e aventureira, até porque demora mais de duas semanas a navegar de Bremerhaven até à capital. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT