Na cidade

Novo aeroporto de Lisboa vai chamar-se Luís de Camões

Depois de décadas de hesitação, a morada do novo aeroporto está decidida. O investimento será superior a 6 mil milhões de euros.
Montijo também estava em cima da mesa.

Após mais de cinco décadas de discussão está oficialmente decidido: o novo aeroporto de Lisboa irá ocupar o Campo de Tiro de Alcochete e irá chamar-se Luís de Camões. O anúncio foi feito pelo Primeiro-Ministro Luís Montenegro esta terça-feira, 14 de maio.

O investimento será de 6.105 milhões de euros e só deverá ficar pronto em 2034. Duas informações sublinhadas pelo ministro das Infraestruturas, Miguel Pinto Luz, e que contrariam as previsões iniciais estimadas pela Comissão Técnica Independente (CTI). Durante estes anos o Aeroporto Humberto Delgado continuará a funcionar e receberá obras de requalificação a começarem ainda este ano. Quando o sucessor estiver pronto, o antigo aeroporto será desmantelado.

O Excetivo anunciou ainda que decidiu mandatar a Infraestruturas de Portugal para a conclusão dos estudos de construção de uma terceira ponte sobre o Tejo, que ligaria Chelas ao Barreiro, bem como das linhas de alta velocidade Porto-Lisboa e Lisboa-Madrid, para que sirvam de alternativa ao transporte aéreo.

“O Governo assume o aeroporto único como a solução mais adequada aos interesses estratégicos do país”, disse o primeiro-ministro, em conferência de imprensa. Montenegro sublinhou que Alcochete “garante margem de expansão física” da infraestrutura, permitindo que esteja apta a receber “praticamente o triplo” dos passageiros que aterram anualmente no aeroporto de Lisboa. Além disso, permite que o hub da TAP cresça, com vantagem de ser construído em terrenos públicos.

A decisão é tomada 32 dias após o novo governo de Luís Montenegro subir ao poder. O governo decidiu que vai seguir a recomendação da CTI dada em dezembro de 2023.

A comissão criada no final de 2022, tendo como coordenadora-geral a professora Rosário Partidário, que foi incumbida de avaliar o local de acordo com cinco fatores críticos definidos pela CTI. A segurança aeronáutica, a acessibilidade e território, saúde humana e viabilidade ambiental, conectividade e desenvolvimento económico e investimento público e modelo de financiamento são os critérios que foram avaliados.

Não é a primeira vez que Alcochete é referido nas inúmeras discussões sobre o novo local. Em 2008, o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), tinha mencionado como a localização como a mais bem pontuada para a construção do novo aeroporto internacional.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT