Na cidade

O novo trilho alentejano que tem uma ponte suspensa, miradouros e um baloiço incrível

No Trilho da Barca D’Amieira, em Nisa, encontra ainda elementos pictóricos variados. A invasão do Instagram já começou.
Imagem da autarquia de Nisa.

Há um novo trilho em Portugal que tem tudo para ser uma das estrelas das redes sociais no verão de 2021. Até porque este é um ano em que, tudo indica, muitos portugueses ainda optarão por fazer férias por cá e partir à descoberta de novos segredos e territórios. E o novo segredo de Nisa não aguentará muito tempo guardado. 

Na vila portuguesa no distrito de Portalegre, Alto Alentejo, abriu esta primavera o Trilho da Barca D’Amieira, um novo caminho cheio de equipamentos coloridos e de surpresas originais.

O percurso, diz a Câmara, vai buscar o seu nome a uma barca bem conhecida por ali e aos tempos em que essa embarcação “fazia a ligação entre o apeadeiro ferroviário da Barca D’Amieira”, na margem norte do Tejo, “e a estrada que conduz à localidade de Amieira do Tejo, no Alentejo, unindo assim os dois cais que entram rio adentro”, explica a autarquia local no seu site.

Posted by Município Nisa on Friday, April 30, 2021

O trilho liga um novo Miradouro Transparente do Tejo Sky Walk, à Barca d’Amieira numa experiência “única e diferenciadora”, sobretudo pela passagem de vários elementos pictóricos que se destacam de tudo o que tem sido por cá criado: tal como, mas não só, um enorme baloiço lilás.

O Trilho da Barca d’Amieira conta também com miradouros de birdwatching, uma ponte pedonal suspensa e o tal miradouro em vidro – Sky Wall.

Embora possa ser feito nos dois sentidos, é precisamente pelo Miradouro Transparente do Tejo que a autarquia recomenda que se comece o percurso. Depois de espreitar o rio debaixo dos seus pés, pode viver outra experiência igualmente vertiginosa e alucinante, através do percurso no passadiço de madeira em direção ao rio Tejo, acompanhando o trajeto final da ribeira de Figueiró até à sua foz,

Pelo caminho, vai poder contemplar os “Meandros” a partir de um módulo de observação e os tais elementos pictóricos originais instalados pela câmara, como os “Javalis”, “Sol”, “Jardim do Éden”, “Joaninha”, “Borboleta” e os “Baloiços Instagramáveis da Árvore Lilás”.

De seguida, deve transpor o Figueiró pela Ponte Pedonal Suspensa — outra estrutura incrível, com uma sensação de aventura inevitável. Pode ainda observar a avifauna a partir do módulo Birdwatching e entrar no Muro de Sirga onde consegue contemplar mais elementos pictóricos: a “Raposa”, “Formiga”, “Garça Real”, “Alpinista”, “Covil do Ginete”, “Cascata Cromática” e o “Índio”.

O passadiço faz depois a ligação ao Muro de Sirga, de onde pode ainda, a partir do módulo “Casa da Árvore” ter uma vista única sobre a foz do rio Ocreza.

Finalmente, pode concluir a sua caminhada na Barca D’Amieira, onde está disponível uma Plataforma Flutuante que faz a travessia do rio Tejo e um espaço verde onde consegue estar e descansar.

O sucesso do multifacetado trilho foi imediato, com as fotos dos diversos elementos insólitos e pontos de passagem já a começar a invadir literalmente, nos últimos dias, as redes sociais.

Posted by Município Nisa on Friday, April 30, 2021

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT