Na cidade

O País vai todo votar no domingo — e o tempo até vai ajudar os indecisos

Sábado vai ter ainda chuva em quase todo o continente, mas em dia de eleições as previsões mudam.
Autárquicas à vista.

A semana que agora termina foi uma de tempo instável, chuva por vezes forte em regiões não tão habituadas a ela (pelo menos em setembro) como o Algarve, avisos amarelos e laranja, noites notoriamente mais frias.

Depois de um verão ameno, o outono chegou em força e o fim de semana que se avizinha começa com chuva: este sábado, 25 de setembro, ela está prevista para quase todo o País e desta feita a exceção é mesmo a região algarvia. De resto, Lisboa, Alentejo, Norte e Centro não escapam aos aguaceiros e precipitação.

Domingo, dia 26, é dia de eleições autárquicas e todos os portugueses o sabem: chova ou faça sol, é um dever cívico escolher quem nos representa localmente. Mas ajuda se não estiver um temporal complicado, nem um dia absolutamente radioso e abafado, a chamar pessoas para a praia.

A NiT foi, por isso, ver o que espera o continente no dia de eleições e é: em teoria, o tempo ideal para ir votar, normalmente acompanhado do ritual de um café ou esplanadas, agora que o País já está a desconfinar — e a dias da terceira e última fase de libertação de restrições.

De acordo com o IPMA, apenas a norte, nomeadamente em Braga e Viana do Castelo, é esperada chuva mais notória: no resto do País poderá haver aguaceiros pontuais mas as previsões são para céu muito nublado, ou nublado por nuvens altas, em todos os restantes distritos. As temperaturas máximas vão também estar amenas, oscilando entre os 19 e 24 graus. Na segunda-feira, a chuva poderá regressar ao norte e centro do País.

Com as eleições à porta, a NiT preparou-lhe um guia do lado mais insólito da campanha deste ano: Cartazes bizarros, debates de café e programas vazios, há um outro mundo para descobrir.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT