Na cidade

O Vale do Tua vai ter nova rota de passadiços com mais de três quilómetros

O percurso vai ligar São Mamede de Ribatua ao rio Tua, em Alijó, no distrito de Vila Real. Irá custar 1,8 milhões de euros.
Vão ter 3,2 quilómetros.

O município de Alijó, do distrito de Vila Real, anunciou nesta terça-feira, 27 de setembro, que pretende reabilitar e tornar visitável a área da ribeira de São Mamede de Ribatua. A autarquia vai avançar com a construção de passadiços que ligarão a localidade ao rio Tua, em Alijó.

O projeto representa um investimento de 1,8 milhões de euros, sendo financiado por fundos comunitários em cerca de 1,3 milhões de euros. Serão construídos cerca de 3,2 quilómetros de passadiços ao longo da ribeira. O vice-presidente do município, Vítor Ferreira, explicou que a intervenção prevê a valorização ambiental e paisagística da ribeira, bem como a reflorestação, recuperação das galerias ripícolas e a melhoria da qualidade da água.

O projeto abrange ainda uma intervenção na zona do Jardim das Laranjeiras, no centro da localidade, e a construção de um passeio pedonal do lado oposto da ribeira. Neste momento, a ribeira é uma zona de difícil acesso e que, apesar de estar num estado natural, está “muito abandonada”.

De acordo com o vice-presidente da autarquia, a empreitada deve começar durante o primeiro semestre de 2023. A nova atração pretende “consolidar e afirmar Alijó como um destino turístico sustentável e sustentado”. No concelho já existe um rede de 20 percursos pedestres, com cerca de 200 quilómetros e que passam por 14 freguesias, dando a conhecer “todo o território e o seu património edificado e paisagístico”.

Pode carregar na galeria para conhecer o ranking dos 10 melhores passadiços de Portugal, segundo os leitores da NiT.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT