Subscreva a nossa newsletter para receber as melhores sugestões de lifestyle todos os dias.

Na cidade

Onda de calor: esta segunda-feira as temperaturas vão chegar aos 40 graus

São estas as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.
Setembro traz temperaturas altas.

Já tínhamos avisado para preparar o fato de banho para esta segunda-feira, 7 de setembro. Porém, não se deve esquecer do protetor solar, do chapéu e também dos óculos de sol. As previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) avançam, afinal, temperaturas que podem chegar aos 40 graus.

O tempo quente obrigou o instituto a colocar 11 distritos em aviso amarelo: Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal, Évora e Beja. O alerta mantém-se, pelo menos, até às 18 horas desta segunda-feira. Porém, alguns permanecem neste estado até ao dia seguinte.

Segundo o IPMA, as máximas vão variar entre os 25 (Guarda) e os 40 graus (Santarém). Já as temperaturas mínimas ficam entre 12 (Bragança) e 24 graus (Portalegre).

Há cerca de uma centena de concelhos em risco máximo de incêndio

Esta segunda-feira, dia 7, o tempo quente deixou também cerca de uma centena de concelhos de 14 distritos portugueses —   Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Aveiro, Viseu, Coimbra, Leiria, Guarda, Castelo Branco, Santarém, Portalegre e Faro — em risco máximo de incêndio.

O IPMA colocou ainda em risco muito elevado e elevado de incêndio vários concelhos de todos os distritos (18) de Portugal continental.

Além disso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) alertou para um aumento muito grande do risco de incêndio até às 23h59 de terça-feira, 8 de setembro, em todo o continente português, em especial a norte do rio Tejo. Os distritos em casa são os de Aveiro, Braga, Bragança, Portalegre, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

A Proteção Civil acionou para os mesmos distritos o estado especial de alerta laranja, o segundo mais grave numa escala de quatro. Portanto,  proibida a realização de queimas e queimadas e o uso de fogo de artifício ou de outros artefactos pirotécnicos, e são proibidos o acesso, a circulação e a permanência em espaços florestais “previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios”.

Também não são permitidos trabalhos florestais e rurais com equipamentos elétricos como motorroçadoras, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT