Na cidade

Oportunidade. Mítica Caravela Vera Cruz está a receber visitas gratuitas

A réplica da embarcação mais emblemática dos Descobrimentos portugueses vai estar no Cais do Sal, em Aveiro, até 15 de junho.
As visitas são gratuitas.

Conta a história que foi do Algarve que partiram as primeiras caravelas da epopeia dos Descobrimentos. Inventadas pelos portugueses, aventuraram-se nos séculos XV e XVI pelos oceanos e foram à descoberta, sem medos, do que havia além-mar. 

Fáceis de manobrar e aptas para a bolina, foi numa delas que Bartolomeu Dias dobrou, em 1488, o Cabo da Boa Esperança. É precisamente a réplica dessa emblemática embarcação que vai poder visitar gratuitamente nos próximos dias.

A Caravela Vera Cruz, uma réplica construída em 2000 no âmbito da comemoração dos 500 anos do Descobrimento do Brasil, chegou este sábado, 8 de junho, ao Cais do Sal, em Aveiro, após uma viagem de 24 horas, desde Lisboa. É ali que se irá manter, aberta a visitas, até ao próximo sábado.

A Câmara Municipal de Aveiro preparou um programa especial de celebração do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portugueses, por ocasião da iniciativa Aveiro Capital Portuguesa da Cultura 2024. As comemorações arrancaram na sexta-feira, 7 de junho, com a partida da Caravela Vera Cruz de Lisboa.

“Esta embarcação é uma marca permanente da portugalidade, onde se incluem os valores da história, do património, da cultura e da identidade portuguesa, com um especial simbolismo no ano em que Aveiro é Capital Portuguesa da Cultura”, afirma o presidente da autarquia, José Ribau Esteves.

A caravela vai estar no Cais do Sol até 15 de junho e contará com um programa de visitas e de atividades. Nos dias 10 e 15 de junho, por exemplo, vai estar aberta gratuitamente à população entre as 10 e as 22 horas. Já nos dias 11 e 14 haverá um programa especial de visitas para os alunos do ensino básico e secundário, nos períodos da manhã e início da tarde. Os cidadãos que desejarem visitar a embarcação nesses dias poderão fazê-lo a partir das 16 horas.

Esta ação realizada pela autarquia conta com a colaboração da entidade detentora da caravela, a Aporvela — Associação Portuguesa de Treino de Vela. A associação sem fins lucrativos foi fundada em 1980 para promover a ligação das pessoas ao mar, mantendo viva a tradição do património marítimo. 

Além das visitas gratuitas, o programa conta com a inauguração de uma escultura de Rui Chafes, no dia 10 de junho, segunda-feira. A obra de arte, que já está na Praça General Humberto Delgado, será a “peça-símbolo que assinala a realização da Aveiro 2024 — Capital Portuguesa da Cultura e a comemoração do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas”. O nome da escultura será revelado durante a inauguração.

Ainda durante a tarde desta segunda-feira, entre as 14h30 e as 18h39, a Praça do Rossio será palco de um concerto único, apresentado pelo projeto Terra da Música ‒ Passadiço Musical do País. O espetáculo, com curadoria de Pedro Jóia, conta com algumas das melhores recriações da música tradicional portuguesa do Minho, Beira Interior, Madeira, Açores, Alentejo e Algarve.

Para encerrar a celebração, a fadista LINA também vai atuar na Praça da República. A artista vai apresentar o seu novo disco dedicado à poesia de um dos mais notáveis poetas portugueses, Luís de Camões, adaptada ao fado tradicional.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT