Na cidade

Os 7 trilhos mais incríveis para fazer em Portugal, segundo a “Lonely Planet”

É uma tendência crescente de férias; consegue explorar, parar, exercitar, pensar. Conheça os melhores locais para o fazer.

No novo mundo do turismo — aquele que começou a revelar novas tendências já antes da Covid-19, mas que a pandemia veio acentuar — muitas das prioridades são diferentes. Haverá sempre procura e interesse por viagens longas, idas às Caraíbas e escapadinhas europeias, mas quando a ideia é descobrir territórios mais próximos e mais a fundo há uma tendência que claramente se impõe e cresce de dia para dia: a dos trilhos e caminhadas.

As listas de benefícios são imensas: além dos mais óbvios, para a saúde dos visitantes, é uma forma perfeita de explorar, conhecer locais, fazer coisas ao seu ritmo, descobrir, estar em contacto com a natureza, viver experiências arrebatadoras em sítios inesquecíveis. E tudo isto, dependendo das circunstâncias, sem gastar muito dinheiro ou deixar pegada ecológica.

São por isso cada vez mais os trilhos ou locais para caminhadas em Portugal; cada vez maior a aposta das autarquias nestas rotas, marcações e promoções. Os visitantes são também cada vez mais e até a atenção internacional é crescente — ou não fosse, de facto, o nosso País prolífero em recantos incríveis e perfeitos para este tipo de explorações.

Agora, foi a “Lonely Planet” que reuniu os sete trilhos ou caminhadas que não pode perder em Portugal. A reputada revista de viagens corre o País de norte a sul, para mostrar quais os melhores locais a explorar, de mochila às costas e sapatilhas calçadas.

O “maravilhoso potencial de caminhada de Portugal”, explica a publicação, é “ainda melhor porque poucas pessoas o conhecem”. “O coração do país para caminhadas é o Parque Nacional da Peneda-Gerês , o único parque nacional de Portugal. Mas, há uma série de parques “naturais” menores escondidos na região do interior do País. Há também algumas ótimas caminhadas de um dia, um salto rápido das principais áreas turísticas, o que significa que até mesmo os caminhantes casuais, em vez dos experientes, podem conhecer o interior intocado de Portugal com facilidade”, frisa a mesma.

Carregue na galeria para conhecer a escolha da revista de algumas das melhores caminhadas de Portugal.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT