Na cidade

Os novos passadiços do Minho nasceram entre rios e cascatas

A nova atração de Vizela tem um total de seis quilómetros e leva os visitantes às cascatas de Rompecias.
Têm 6 quilómetros. Foto: Dylan EVC.

Uma das atividades favoritas de quem gosta de descobrir os segredos escondidos no meio da natureza é uma caminhada por um longo passadiço. Além de permitir esticar as pernas e respirar ar puro, oferece cenários deslumbrantes. A moda destas rotas com passarelas de madeira acabou de chegar à cidade de Vizela, no distrito de Braga. A inauguração dos Passadiços de Vizela aconteceu a 16 de março e o sucesso foi imediato.

Com cerca de seis quilómetros de extensão, a nova atração faz parte da obra de requalificação das margens do Rio Vizela e Ribeira de Sá, cujo investimento ronda 1,7 milhões de euros. “Este projeto consiste na criação de um percurso pedonal através da implementação de passadiços, tendo como objetivo a integração dos diversos espaços existentes ao longo de todo o percurso, promovendo a reformulação de um espaço imprescindível à qualidade de vida e de todos os vizelenses, assim como de promoção do concelho do ponto de vista turístico”, destaca a autarquia.

Os novos passadiços começam junto à Ponte Romana, na zona de Maquias, e continua por debaixo da Ponte D. Luís I, em direção ao Parque das Termas e à marginal ribeirinha. Na confluência da Ribeira de Sá com o rio Vizela, o caminho segue para sul, pela margem do regato, e entra na freguesia de Santa Eulália, uma das partes mais interessantes do trajeto. A caminhada termina na incrível Cascata de Rompecias, também conhecida como Quedas de Água de Requeixos

“A arquitetura em madeira, cuidadosamente projetada para seguir as curvas do rio Vizela e da Ribeira de Sá, proporciona uma experiência única de harmonia com o ambiente”, refere a autarquia. O projeto contemplou ainda a recuperação dos muros de suporte e a colocação de gradeamentos de proteção. Para a sua conclusão, foi feita a estabilização das margens, a limpeza do leito, a remoção de inertes e o afastamento de pedras que impedem o curso de água.

Foram também criados pontos de paragem nos próprios passadiços para que os visitantes possam parar e descansar quando assim o desejarem. A obra promete ser a grande atração turística do ano no Norte de Portugal.

Carregue na galeria para conhecer melhor os novos passadiços de Vizela.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT