Na cidade

Parreirinha amarela, a autocaravana vintage que se tornou a nova coqueluche do Instagram

João e Mónica decidiram comprar o veículo após alguns momentos difíceis. Agora, partilham as suas peripécias nas redes sociais.
É de 1978.

“Nascida em 1978. De ascendência norte-americana, mas com alma ribatejana. Batizada em honra do local onde nasceu o amor dos seus donos, a Parreira”. É assim que a Parreirinha, uma autocaravana vintage, de cor amarela, se apresenta nas redes sociais onde se dirige aos seguidores na primeira pessoa, num tom engraçado e simpático. Conta as aventuras e peripécias que já viveu e, às vezes, até fala mal dos donos. 

Por outro lado, o casal João Fidalgo Jorge e Mónica Botelho, ambos com 34 anos, só têm coisas boas a dizer sobre uma das suas mais recentes aquisições. Em fevereiro deste ano, decidiram realizar um sonho antigo — comprar uma autocaravana. Há cerca de dois meses, criaram uma página no Instagram para dar a conhecer a Parreirinha e incentivar outras pessoas a seguirem os seus sonhos, tal como eles o fizeram.

João Fidalgo nasceu em Almeirim e é advogado. Mónica Botelho é gestora de recursos humanos e é de Lisboa. Estão juntos há cerca de seis anos, casaram o ano passado e partilham da mesma paixão: viajar. Seja lá fora ou por Portugal. Já tinham falado várias vezes em comprar uma autocaravana, plano que foram adiando. Até que perceberam que “a vida são dois dias” e não tinham tempo a perder.

“Já tínhamos pensado há algum tempo, mas foi depois de termos passado por alguns momentos difíceis que decidimos avançar. Em 2018, o meu pai faleceu e a minha mãe foi diagnosticada com demência. No ano passado, no espaço de seis meses, a minha sogra morreu com cancro no pâncreas e o meu sogro com leucemia. Foi muito complicado lidar com tudo isto”, começam por confessar à NiT. Aquele que seria um dos melhores anos da vida do casal, com o casamento e a compra da primeira casa, acabou por ser um ano também marcado por perdas.

Em fevereiro deste ano, quando estavam ainda no processo de luto, começaram a ver a série da Netflix “After Life”, sem sequer lerem a sinopse. Como o protagonista é o humorista Ricky Gervais, pensavam que ia ser uma simples comédia. Spoiler alert: não é. 

Apesar de ter vários momentos que nos fazem rir em frente ao ecrã, é uma série que pode ser pesada para muitos espectadores, principalmente para quem já perdeu alguém importante. Aborda a temática do cancro e o casal por ter de reviver tudo o que tinham passado no ano passado. No final do episódio, estavam os dois a chorar.

“Percebemos que a vida é muito curta e a séria levou-nos a agir porque, efetivamente, recordava os bons momentos que o protagonista passou com a esposa. Pensámos que também tínhamos de apostar em nós porque a vida são dois dias”, recordam. Nesse mesmo dia, foram ao site do OLX ver as autocaravanas que estavam à venda, até que se depararam com uma amarela e vintage — e “foi amor à primeira vista”.

Não perderam mais tempo: marcaram uma visita, foram conhecê-la pessoalmente no fim de semana seguinte e compraram-na na hora. Desde então, tem sido a companheira de viagens do casal.

Apesar de ser de 1978 (mais velha do que João e Mónica), o veículo estava em perfeitas condições e o casal só fez algumas alterações no interior. Só faltava mesmo dar-lhe um nome, mas a escolha não foi difícil: só precisaram de voltar ao lugar onde tiveram o primeiro encontro. 

Conheceram-se numa festa de aniversário em Almeirim, na terra do João. “Nunca tinha ido lá, mas umas amigas minhas eram de Almeirim e convidaram-se para a festa de anos. Tínhamos uma inside joke relacionada com a Parreira, uma localidade perto do Almeirim, e nesse jantar eu estava com a ideia de que queria conhecer a zona”, relembra Mónica.

Tinha tanta vontade de conhecer a freguesia do concelho de Chamusca que fez um cartaz em papel, com a própria toalha de mesa, onde escreveu: “Levem-me à Parreira”. “Eu não me calava com aquilo e o João estava de olho em mim e veio meter conversa. Depois disse que me levava à Parreira”, conta Mónica.

Marcaram encontro para as 15 horas do dia seguinte e lá foram até à Parreira. “É uma localidade muito pequena e não há muito para ver. Para não acabar logo ali, disse-lhe para me levar a um sítio mais bonito e levou-me a outro miradouro”. E o resto é história. 

Assim, decidiram dar o nome de Parreirinha à autocaravana como homenagem ao local onde se conheceram. E é com ela que, agora, partem à aventura juntos. Já passaram por Peniche, onde conseguiram ouvir ao longe as ondas do mar, percorreram parte da Estrada Nacional 2, foram ter com o amigo Tino de Rans a Penafiel e até andaram armados em detetives e descobriram a herdade que aparece na série portuguesa “Pôr-do-sol” com a ajuda da NiT.

Aos seguidores, a Parreirinha vai dando algumas dicas e sugestões e vai contando peripécias que vão acontecendo aos donos, visto que não tinham nenhuma experiência anterior em caravanismo. É todo um mundo novo que estão a descobrir aos poucos e que vão partilhando nas redes sociais. 

Já pernoitaram num parque inclinado — e a experiência não foi agradável. “Tiveram a brilhante ideia de fazer café e deixar a cafeteira no fogão enquanto entravam e saíam da Parreirinha. Resultado: café entornado nos meus belos armários de cozinha, de cor branca e azul claro”, conta a autocaravana amarela no Instagram. Depois de aprenderem a lição, foram comprar uns niveladores para nunca mais dormirem inclinados.

Sem medo de partilhar as vergonhas — como quando se sujaram ao despejar a sanita química —, o casal vai partilhando tudo no Instagram e, em menos de dois meses, já conquistaram mais de 3000 seguidores e chamaram a atenção da página internacional Vanlifecamper, que fez um post sobre a Parreirinha. “Já há muitas pessoas que nos dizem adeus porque sabem quem somos. Estamos a conseguir atingir o objetivo da nossa página, que é essencialmente inspirar as pessoas a seguirem os sonhos e a não deixar para amanhã o que podemos fazer hoje”, refere o casal. 

De seguida, carregue na galeria para conhecer algumas das aventuras da Parreirinha. 

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT