Na cidade

Plenário de trabalhadores vai afetar autocarros na Península de Setúbal

A circulação de transportes públicos rodoviários deverá ser afetada entre as 9h30 e as 12h30.
O serviço será afetado durante a manhã.

Se mora na Margem Sul e está a pensar apanhar o autocarro para ir trabalhar, é melhor mudar de planos. A circulação de transportes públicos rodoviários urbanos na Península de Setúbal pode sofrer perturbações esta quarta-feira, 2 de novembro, devido a um plenário de trabalhadores da Alsa Todi.

Com início previsto para as 10h30, o serviço rodoviário deverá ser afetado a partir das 9h30. Prevê-se que a atividade da empresa só seja retomada por volta das 12h30, segundo a Federação dos Sindicatos de Transporte e Comunicações (Fectrans).

Os trabalhadores da Alsa Todi, nova empresa que assegura transportes públicos rodoviários nos concelhos de Alcochete, Barreiro, Palmela, Moita, Montijo e Setúbal, vão debater problemas como a sobrecarga de trabalho, a suspensão de férias e relatos de ameaças veladas a funcionários. Alegam ainda que os percursos e carreiras atribuídas a cada motorista, com 12, 13 e até 14 horas de trabalho, estão “muito acima dos limites permitidos pela Lei Geral do Trabalho”.

Desde que entrou em funcionamento, no dia 1 de junho, a nova operadora de transportes tem sido alvo de muitas críticas por parte das autarquias e dos passageiros, que se queixam da falta de informação, incumprimento de horários e supressão de carreiras.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT