Na cidade

Portugal sem distritos afetados pela seca pela primeira vez desde 2018

É o que mostra o mais recente Boletim Climatológico do IPMA.
A situação está a melhorar.

Temos boas notícias: nenhum distrito de Portugal estava, até ao final de dezembro, em situação de seca meteorológica, segundo os dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Esta situação não acontecia desde novembro de 2018.

É o que diz o mais recente Boletim Climatológico do IPMA, que indica que terminou a situação de seca fraca que no final de novembro abrangia a região do Minho e Douro Litoral.

No final de dezembro, 50,4 por cento do território estava em situação de chuva fraca, 49,1 por cento normal e 0,5 por cento em chuva moderada. No final de novembro do ano passado, os valores eram visivelmente superiores: 62,3 por cento, 33,6 por cento e 4,1 por cento, respetivamente.

O Boletim Climatológico revela também que o mês de dezembro em Portugal continental classificou-se como frio em relação à temperatura do ar e normal quanto à precipitação.

O valor médio da temperatura média do ar (9,75 graus Celsius) foi inferior ao normal com uma anomalia de -0,21 graus. O valor médio da temperatura mínima do ar (5,85 graus Celsius) foi 0,20 graus inferior ao valor normal e o valor médio da máxima também (13,66 graus), neste caso com anomalia de -0.23 graus.

Além disso, o menor valor da temperatura mínima foi registado no dia 27 em Carrazeda de Ansiães, Bragança (-5,2 graus) e o maior valor em Aljezur, em Faro, no dia 01 (23,6 graus).

Segundo o IPMA, no final de dezembro, houve um aumento generalizado no território dos valores de percentagem de água no solo com grande parte das regiões norte e centro com valores muito próximos ou mesmo iguais à capacidade de campo. Os valores mais baixos (menos de 60 por cento) verificaram-se no Baixo Alentejo.

“De acordo com o índice PDSI, no final de dezembro não existe nenhuma região do território em situação de seca meteorológica, o que já não se verificava desde novembro de 2018”, concluiu.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT