Na cidade

Praias da Costa da Caparica vão passar a ser vigiadas ao longo de todo o ano

Protocolos de colaboração garantem, pela primeira vez, segurança nas praias de Almada durante todo o ano
São 13 quilómetros de costa.

Em Portugal, já não há praticamente quem espere por junho para ir a banhos: os vastos quilómetros de costa e de praia são uma das grandes maravilhas do nosso País e, como um clima como o atual, a trazer por vezes valores de verão logo a partir do final de março — já aconteceu este ano — é inevitável que comecem os banhos, os mergulhos e as romarias aos areais muito mais cedo.

Num dos concelhos com mais praias, Almada, 2021 foi por isso ano de tomar medidas inéditas: na manhã desta quarta-feira, 7 de abril, a Câmara Municipal de Almada assinou vários protocolos de colaboração com quatro associações de nadadores salvadores, para pôr em prática o Programa Praia Protegida 2021.

O objetivo deste programa é o de garantir a segurança, socorro e assistência aos banhistas que procuram os 13 quilómetros de praia do concelho de Almada, não só durante a época balnear (1 de junho a 30 de setembro), mas também nos períodos de pré-época (1 de abril a 31 de maio) e pós-época balnear (1 de outubro a 31 de dezembro), inclusivamente nas praias não vigiadas ou não concessionadas.

Também a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Cacilhas e a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Trafaria integram este programa, ao abrigo de um contrato-programa estabelecido com o município.

Em 2021, o Programa Praia Protegida iniciou as ações operacionais de prevenção e segurança no terreno no dia 1 de abril. Pela primeira vez, frisa a autarquia, será assim garantida segurança a banhistas na Costa da Caparica todo o ano, terminando este ano a 31 de dezembro.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT