na cidade

Praxes em Lisboa também estão proibidas — em Coimbra avançam com restrições

Depois do Porto, há mais uma cidade a não admitir a realização das habituais receções aos estudantes devido à pandemia.
Coimbra irá manter a tradição.

Este ano Lisboa não vai receber as habituais praxes na receção aos novos alunos universitários. Depois do Porto, o reitor da Universidade de Lisboa proibiu estas atividades académicas devido ao atual estado da pandemia da Covid-19 em Portugal e em especial na região. Em Coimbra a tradição vai manter-se, mas com muitas restrições.

“É proibida a realização de quaisquer atividades relativas a praxes académicas, qualquer que seja a forma que possam assumir e o local onde decorram”, revela em comunicado o reitor António Cruz Serra, Universidade de Lisboa, enviado ao “Jornal de Notícias”, aqui citado pelo “Observador”.

Coimbra é das poucas cidades no país que irá manter a tradição das praxes estudantis, mas segundo normas apertadas. O Conselho de Veteranos da Universidade de Coimbra publicou na sua página de Facebook esta segunda-feira, 21 de setembro, algumas das medidas. Entre elas está a proibição de grupos com mais de 10 pessoas.

O “Jornal de Notícias” refere ainda que em Aveiro o conselho de praxes não se chegou a reunir este ano e que no Minho as atividades de receção aos estudantes poderão ser aprovadas, ou não, esta terça-feira, 22 de setembro.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT