Na cidade

Preço das portagens nas autoestradas deverá aumentar cerca de 2%

As viagens entre Lisboa e o Porto de autoestrada podem vir a custar mais 43 cêntimos a partir de janeiro.
Más notícias.

No próximo ano, a vida vai ficar ainda mais cara para os condutores que têm de passar pelas portagens todos os dias. Os preços podem aumentar 2,4 por cento já a partir de janeiro, segundo o “Jornal de Notícias”. Esta subida tem por base a taxa de inflação homóloga, que ficou nos 1,94 por cento, de acordo com os dados apresentados esta segunda-feira, 13 de novembro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A este valor soma-se ainda 0,1 por cento devido ao acordo feito em 2022 entre o governo e as concessionárias.

Em 2021, a evolução homóloga, sem habitação, superou os 10 por cento, valor que levou o governo a negociar com as concessionárias para travar o aumento. Em vez da subida de 10,44 por cento que a concessionária de autoestradas Ascendi tinha proposto em novembro, a subida foi de 4,9 por cento. Desse valor, uma parte (2,8 por cento) foi da responsabilidade do Estado, e o restante suportado pelas empresas.

Como compensação, as concessionárias podem agora aumentar, nos próximos quatro anos, em mais 0,1 por cento o valor da taxa que foi determinada pelo INE. A subida pode ainda variar, uma vez que as empresas têm até quarta-feira, 15 de novembro, para apresentar as propostas. Caso se confirme, conduzir pela autoestrada entre Lisboa e Porto passará a custar mais 43 cêntimos (21,48€) no próximo ano.

No caso das pontes 25 de Abril e Vasco da Gama, que custam atualmente 2€ e 3,05€, respetivamente, o preço também vai sofrer alterações. No próximo ano, os valores poderão aumentar para 2,10€ e 3,15€.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT