Na cidade

Procura de hotéis para animais de estimação subiu 1400%

Os dados foram obtidos através de um inquérito realizado pela plataforma portuguesa de contratação de serviços locais Fixando.
Prevê-se uma rutura.

A plataforma portuguesa de contratação de serviços locais Fixando realizou um inquérito a 8500 donos de animais de estimação e operadores de hotelaria inscritos no seu site entre 3 e 7 de junho. Uma das conclusões a que chegou foi que 50,8 por cento dos inquiridos defende que a presença de animais de estimação em espaços fechados deveria ser proibida devido ao novo coronavírus.

Dos inquiridos, 40 por cento acredita que os animais não devem ser permitidos em hotéis, 34,8 por cento que não devem andar em transportes públicos, e 53 por cento acha que não devia ser permitida a sua entrada em restaurantes. Na análise, a Fixando ficou também com a informação que apenas na primeira semana de junho se registou um aumento de 1400 por cento na procura de hotéis de estimação, comparando com a primeira semana de maio.

Espera-se um aumento de 17 por cento em julho e 20 em agosto. “Pela nossa experiência de anos anteriores, este aumento exponencial na procura significará uma rutura na oferta de hotéis para animais disponível nos meses do verão”, explica Alice Nunes, responsável da Fixando para o desenvolvimento de negócio.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT