Na cidade

PSP chamada para acabar com festa de aniversário em Évora

Na vivenda onde decorria o evento estavam cerca de 25 pessoas.
Teve de intervir.

O decreto do Estado de Emergência decretam não só o dever de confinamento geral, mas também impede os ajuntamentos de pessoas. O desrespeito por esta norma implica o pagamento de uma multa e a acusação de desobediência. Por esta razão, a PSP foi chamada esta sexta-feira, 26 de fevereiro, a uma residência em Évora onde decorria uma festa de aniversário.

Em comunicado, a Polícia de Segurança Pública explica que os agentes se deslocaram ao local, onde se suspeitava estar a decorrer uma festa ilegal, com várias pessoas. À chegada, verificou-se que na festa participavam cerca de 25 pessoas: 10 adultos e 15 crianças e adolescentes.

Face ao convívio ilegal à luz do decreto do Estado de Emergência, todas as pessoas que não residiam naquela habitação foram obrigadas a abandonar o local, tendo sido identificados todos os participantes.

A PSP indica ainda, no mesmo comunicado, que desta ação resultou a autuação dos 10 adultos, pelo incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT