na cidade

PSP cobra mais de 100 mil euros em multas por violação do estado de emergência

As contraordenações foram impostas em janeiro a quem estava a violar as regras do confinamento.
Foto de Paulo Fernandes/Facebook PSP.

Só no último mês e meio, as contraordenações aplicadas pela PSP devido a violações ao estado de emergência foram quase o triplo das verificadas durante todo o ano de 2020. Os dados da PSP referem que com as multas foram cobrados 102 mil euros nas últimas semanas, tanto em Portugal Continental como nos Açores e na Madeira.

Segundo a agência Lusa, citada pelo “Notícias ao Minuto”, até esta quinta-feira, 18 de fevereiro, foram registados um total de 9.141 autos de contraordenação em todo o País. Já o ministro da Administração Interna explicou no parlamento que em janeiro e fevereiro tinham sido aplicadas 13 mil contraordenações, enquanto que em 2020 se tinham verificado apenas cinco mil.

Entre os principais motivos para as multas aplicadas estão o não cumprimento do recolher domiciliário, o desrespeito pela circulação entre concelhos, o consumo de bebidas na rua, a falta de uso de máscara na via pública e o não encerramento de estabelecimentos como restaurantes.

O atual estado de emergência entrou em vigor a 15 de fevereiro e vai-se manter, pelo menos, até 1 de março.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT