Na cidade

Quarentena: quebra-cabeças e cursos online são o que mais ocupa os portugueses

Séries de televisão, jogos online e treinos em casa são outras das atividades que mais se têm feito em tempos de isolamento.
Há vários entretenimentos na quarentena.

O site Picodi analisou as consultas no motor de busca da Google em Portugal e comparou os resultados do mês de março de 2019 e de 2020, concluindo que os quebra-cabeças e os cursos online têm sido os passatempos a que os portugueses mais têm recorrido durante este período de quarentena.

A procura por quebra-cabeças e puzzles aumentou 733 por cento quando comparado o mesmo mês nos dois anos. Já os cursos online subiram 355 por cento. Da análise constam ainda o consumo de séries na televisão (aumento de 233 por cento), os treinos online (194 por cento), a pintura (2 por cento) e a bricolage (18 por cento).

Foram também analisados os passatempos que registaram um decréscimo na procura — a maior parte por se praticarem fora de casa —, como é o caso do cinema, que registou uma descida de 82 por cento.

Já o teatro apresenta um decréscimo de 53 por cento, os concertos 28 por cento e a dança, 12 por cento. Outras atividades indoor registaram também uma menor procura, é o caso do colecionismo (44 por cento), por exemplo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT