Na cidade

Quer ter um ano descansado? Esta é a resolução mais importante que deve seguir

Rever todos os seguros é essencial para uma vida tranquila. E a Caravela procura oferecer as melhores condições e preços.
Também as viagens devem ter um seguro.

Não importa se é viajar mais, perder peso ou dedicar mais tempo a um hobbie. Independentemente das resoluções de ano novo, a verdade é que a maioria vai ficar por cumprir no longo prazo. E os estudos comprovam-no. Uma investigação da Healthy Wage, uma empresa americana da área da saúde, revelou, no início de 2023, que 87 por cento das resoluções feitas nessa passagem de ano não iriam ser cumpridas até ao fim.

No entanto, há tarefas mais complexas do que outras, e uma revisão à vida em geral só terá benefícios para todos. Um passo simples e importante para cumprir as resoluções é começar o ano a olhar para os seguros que tem neste momento.

“É essencial rever os seguros contratados e, aproveitando o início de um novo ano, procurar soluções que possam ser mais abrangentes e, ao mesmo tempo, mais económicas. Os nossos seguros garantem proteção para diferentes dimensões da vida do cliente. Não apenas os seguros obrigatórios, como o automóvel e a habitação, mas para outros momentos, como lazer e saúde”, recomenda Paulo Cruz, diretor do gabinete digital da Caravela.

No caso do carro, a seguradora até dá uma ajuda. Como incentivo a esta ação de ano novo, a Caravela oferece um desconto de 15 por cento na subscrição de um seguro automóvel.

Depois, é importante analisar outras áreas da vida em que é fundamental investir na segurança, como a saúde ou até mesmo acidentes pessoais.

“Existe uma grande falta de conhecimento sobre este tipo de seguros. O seguro de acidentes pessoais cobre o que outros seguros acabam por não cobrir. Se existir algum acidente no dia a dia, nas deslocações ou passeios, este seguro garante um apoio para fazer face às despesas. Apoia não só a pessoa que tem o sinistro, mas também a família que, em caso de acidente, pode ter uma perda de rendimento”, explica Paulo. Por uma subscrição desde 5,90€ por mês, é possível garantir uma renda familiar em caso de necessidade que pode chegar aos 15 anos.

Já para os que adotaram nos últimos anos a bicicleta como meio de transporte favorito —e até apostaram numa bicicleta própria, deixando o sistema partilhado —, será importante garantir que esta tem um seguro específico. O serviço dá garantias não só no caso de roubo ou danos causados à bicicleta, mas também em situações mais preocupantes em que o condutor ou terceiros possam sair lesionados.

Por fim, e não sendo uma opção permanente, o seguro de viagem é outra das recomendações da Caravela que devem ser pensadas em 2024.

“Apesar de ser mais conhecido, este ainda é um seguro que nem sempre é subscrito pelas pessoas quando vão viajar”, revela Paulo, que reforça a importância de “evitar dores de cabeça desnecessárias”. Desde perda, roubo, extravio ou deterioração de bagagem a atrasos, perda de ligações aéreas, cancelamento e interrupção de viagem, este tipo de seguro pode facilitar a resolução de problemas durante o itinerário, mesmo estando longe de casa. Ao mesmo tempo, reduz os custos das soluções que poderão ser realizadas.

Mais do que garantir a segurança de várias áreas da vida, a Caravela trabalha para que este serviço seja fácil de gerir e utilizar. Se para os menos digitais é mais fácil ter tudo em papel, para quem já usa as tecnologias, é possível aceder a todos os documentos online, em qualquer lugar, através da área reservada MyCaravela — desde o documento do carro que pode ser necessário numa operação stop, participar um acidente em casa por videochamada acionando o seguro à habitação ou esclarecer alguma dúvida pelo WhatsApp.

Áudio deste artigo

Este artigo foi escrito em parceria com a Caravela.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT