Na cidade

Ruínas romanas de Troia vão reabrir ao público esta quinta-feira

As visitas guiadas ao maior complexo de salga de peixe do mundo decorrem até ao dia 31 de outubro.
Marque na agenda.

É oficial: as ruínas romanas de Troia vão reabrir ao público já na próxima quinta-feira, 3 de março. O maior centro industrial de salga de peixe do antigo Império Romano vai estar disponível para visitas até ao dia 31 de outubro, de quarta-feira a sábado, das 10 às 13 horas e das 14h30 às 18 horas. 

O preço normal de uma visita sem guia é de 6€. Estudantes, maiores de 65 anos, caminhantes, ciclistas e grupos pagam 5€. Para os miúdos até aos 12 anos, a entrada é gratuita. Se preferir fazer uma visita guiada e conhecer todos os pormenores da história do complexo, o bilhete custa 7,50€. Pode consultar todas as informações e os contactos para reservas no site do Troia Resort.

As ruínas romanas de Troia, classificadas como Monumento Nacional desde 1910, ficam na margem do rio Sado, na península de Troia. A poucos minutos da zona central de Troia, conhecida como antiga ilha de Ácala, os visitantes são convidados a fazer uma viagem no tempo.

Este monumento nacional já sobreviveu mais de 2000 anos com casas, fábricas, termas, mausoléu e necrópole, que identificam a cidadania romana. Na época romana, terá sido um dos maiores complexos fabris de conservas de peixe do Império Romano e do Mediterrâneo Ocidental, com uma extensão de quase dois quilómetros.

Da instalação industrial faziam parte oficinas e tanques de salga (cetárias) de peixe e marisco que se destinavam à produção do garum, um condimento muito apreciado pelo povo romano. Todos os anos são descobertos vestígios, que podem vistos nas exposições arqueológicas, visitas guiadas e eventos temáticos que periodicamente são promovidos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT