Na cidade

Baloiço do Meco: já pode voar sobre as nuvens no Grande Porto

O nascer e por do sol é absolutamente único, na nova estrutura criada por uma coletividade na Trofa, que funciona também como miradouro.
Um sonho (imagem de Manuel Veloso).

Uma estrutura de madeira, uma corda e um assento. Tudo isto numa dimensão gigante, num ponto elevado onde a vista seja perfeita e está conseguida a receita de sucesso: todos vão querer andar naquele enorme baloiço onde parece que voam sobre as nuvens, ver incríveis paisagens, pensar, relaxar, recordar-se da infância — e no final, porque não, tirar uma foto invejável para Instagram.

O novo baloiço de madeira no País chama-se Baloiço do Meco: situa-se no Meco da Guerra, em Paradela, Trofa, distrito do Porto. Segundo explica o “Notícias da Trofa“, trata-se de um local de passagem de muitos amantes das bicicletas e das motas, usado também na jornada até ao S. Gonçalo de Covelas.

É lindo.

A estrutura foi montada pela Associação Recreativa de Paradela, que costuma organizar eventos de ciclismo, como o Raid BTT da Trofa e o Trofa Urban Race.

“Há muito tempo que já tínhamos ideia de o construir. Como este ano, devido à Covid-19, vimos todas as atividades organizadas por nós canceladas, decidimos criar este baloiço-miradouro”, explicou Xavier Costa, desta coletividade, a este meio local.

“Achamos que fazia sentido colocá-lo, porque está num local emblemático de Paradela, de onde a associação é e por ser um miradouro lindíssimo sobre a cidade da Trofa”, adiantou. Para chegar ao baloiço, tem de se dirigir à Paradela, na Trofa, e depois o acesso pode ser feito de carro mas com cuidado, já que os caminhos são em terra batida. Uma boa hora para visitar é o por do sol no verão e o nascer no inverno: as cores são incríveis.

Em 2020, Portugal assistiu a um boom de baloiços sem precedentes: eles são uma das novas grandes modas, recurso quase infalível das autarquias e juntas para dar aquele motivo extra às pessoas de conhecerem e visitarem uma região. Além de lindos e com vistas perfeitas, enchem as redes sociais de fotos que funcionam como uma espécie de bilhetes postais da região — e o turismo agradece.

Recentemente, abriu um destes locais maravilhosos na Serra da Boneca, com vista para o Rio Douro — tal como a NiT lhe contou. Para quem não conhece, há outros dois baloiços panorâmicos com uma história semelhante e até mais antigos — e que também foram criados por jovens para valorizar as suas terras. Neste caso, são espaços irmãos entre si, ou seja filhos do mesmo projeto e próximos um do outro.

Falamos do Baloiço do Trevim e do Baloiço do Burgo. Os mesmos que inspiraram uma jovem a criar o Baloiço do Talegre, na freguesia e Serra de Alburitel, no concelho de Ourém; e em junho o de Penedros da Cabeça.

Mas continuou: em julho, abriu o Baloiço do Mezio, na Serra do Soajo; no mesmo mês, nasceu o Baloiço de São Silvestre, em Mesão Frio; e ainda o Baloiço CerLove em Vila Nova de Cerveira — que até motivou filas épicas, semanas depois.

E se julho foi forte, o que dizer de agosto? Neste mês, abriu o Baloiço do Sobreiro, junto ao Miradouro do Talegre, em Moncorvo; no mesmo mês foi conhecido o Baloiço d’As Antas P’ro Mondego; também o Baloiço da Carriça, em Arganil; e o da Ponte do Canal na freguesia de Abragão, Penafiel.

E ainda o Baloiço da Pateira do Carregal, idealizado e criado pela associação de amigos do parque com o mesmo nome, em Requeixo, Aveiro. Já em setembro, abriu em São João da Fontoura, Resende, o Baloiço da Senhora da Guia; e na Batalha, o Baloiço da Barrozinha. Em Santa Cristina, Mealhada, nasceu já em outubro um baloiço que celebra o renascimento de uma aldeia que esteve cercada pelas chamas: o Baloiço de Santa Cristina.

E no mesmo mês, um baloiço no miradouro que Miguel Torga disse ser “o mais vasto de Portugal”: o da Serra de Alvaiázere. Em novembro, foi a vez do Sítio da Nazaré acolher o incrível Baloiço da Ladeira, com vista para a vila, a praia e o mar.

Além disso, a moda já não se fica só pela natureza. Depois de chegar a um restaurante na Ericeira, há agora até um baloiço numa clínica no Porto.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT