Na cidade

Skoola, a academia de música que faz matinés para miúdos — e troca o álcool por limonada

O espaço irá assumir um ambiente de discoteca, com pista de dança, cabine de DJ, sistema de som, luzes e bar (que vende limonadas).
Fotografia de Teresa Miranda.

A Skoola abriu para um novo ciclo a 10 de janeiro deste ano e quer levar a música urbana a um novo grupo de jovens. Esta nova edição leva 50 alunos dos 10 aos 18 anos aos contentores do Village Underground para 12 semanas de educação não-formal de música.

Pouco depois da inauguração do terceiro ciclo, a Skoola anunciou esta terça-feira, 25 de janeiro, que irá ter matinés abertas ao público.

Estas sessões fazem parte do Ciclo de Inverno que está a decorrer, mas são abertas a jovens que não estejam a participar no mesmo, mas que mesmo assim pretendem conhecer a Academia e aprender algo sobre a música que ouvem diariamente.

Funcionam em formato matinés no Clube do Village Underground sob a orientação de Pedro Coquenão (Batida) e o espaço irá assumir o verdadeiro ambiente de discoteca, com pista de dança, cabine de DJ, sistema de som, luzes e bar — onde o álcool é trocado pela limonada. O DJ não só passará música como lançará temas variados que servem de inspiração para as composições musicais dos Skoolers (os alunos daquela escola de música urbana).

Têm o nome de “The Breaks” e “The Message”- Vamos falar sobre movimento?”. Toda a atividade de ambas as ocasiões nascerá de músicas: uma fala de festa e de uma das bases do hip hop e a outra observa e relata o que nos rodeia, falando da sua intenção.

Haverá eventos a  26, 27, 28 e 29 de janeiro, 16, 17 e 18 de fevereiro e, por último, a 16, 17, 23, 24 e 25 de março. Decorrerão às 17 horas para os miúdos dos dez aos 13 anos e às 18h30 para os jovens dos 14 aos 18. Cada sessão tem um custo de 30€ e as inscrições podem ser feitas através do email da Skoola (ola@nullskoola.pt).

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT