Na cidade

Uma bola de fogo atravessou o Mediterrâneo a mais de 100 mil quilómetros por hora

A rocha de um cometa separou-se e entrou na atmosfera a grande velocidade, tornando-se incandescente.
Um evento que a astronomia explica (imagem ilustrativa).

Na passada quarta-feira, 13 de janeiro, uma verdadeira e literal bola de fogo atravessou o mar Mediterrâneo a 105 mil quilómetros por hora, passando ainda ao norte da costa de Marrocos.

Segundo o “Jornal de Notícias”, esta bola de fogo foi observada por um projeto científico espanhol e até visualizada e testemunhada por várias pessoas, na região espanhola da Andaluzia. 

O fenómeno é provocado pela entrada de uma rocha de um cometa na atmosfera terrestre que, com a velocidade, se torna incandescente. O evento foi captado nos sensores do projeto Smart, do Instituto de Astrofísica da Andaluzia dos observatórios de Calar Alto (Almeria), Sevilha e La Hita (Toledo) e Sierra Nevada pelas 22h10 de quarta-feira, 21h10 em Portugal continental.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT