Na cidade

Verão de 2021 em Portugal teve temperaturas normais (mas foi mais seco)

Pode ter parecido um verão mais frio do que o habitual, mas o IPMA diz que a queda das temperaturas foi de apenas 0,06 °C.
O verão já terminou.

Pode não ter dado essa sensação, mas a nível de parâmetros que se medem e se comparam o verão de 2021 em Portugal foi, afinal, normal nas temperaturas — e até seco na precipitação.

A conclusão é de uma análise do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) divulgada esta segunda-feira, 27 de setembro. Segundo a mesma, em Portugal continental o verão de 2021, classificou-se normal em relação à temperatura do ar e seco em relação à precipitação.

O valor médio da temperatura média do ar, 21.19 °C, foi, de acordo com o Instituto, muito próximo do valor normal registado entre 1971 e 2000, com um desvio de -0.06 °C.

O valor médio da temperatura mínima do ar, 14.25 °C, foi 0.62 °C inferior ao valor normal, sendo o 2º valor mais baixo desde 2000; o valor médio da temperatura máxima, 28.13 °C foi superior ao valor normal em 0.50.°C.

No entanto, durante os três meses de verão o IPMA diz destacar-se o mês de julho com valores de temperatura média do ar inferiores ao valor normal. Em junho foi próximo do valor normal e em agosto foi superior. A entidade explica também que durante o verão e em particular no mês de agosto as regiões da faixa costeira do Norte e Centro não apresentaram valores de temperatura muito elevados devido à persistência de dias com nebulosidade baixa e neblina ou nevoeiro em especial durante a madrugada e até meio da manhã.

O IPMA recorda ainda, tal como já havia sido avançado por outras entidades, que verão de 2021 foi o mais quente de sempre na Europa: o valor médio da temperatura média de junho a agosto para a o continente foi 1.42 °C acima do valor normal entre 1981 e 2010. Verificaram-se valores mais altos que média na maior parte do sul e leste da Europa, enquanto nas regiões a norte e oeste da Europa, os valores foram em geral inferiores à média.

Em relação à precipitação na Europa o verão (junho a agosto) foi marcado por condições mais húmidas do que a média na Europa central onde ocorreram várias situações de cheias e, por outro lado, verificaram-se condições mais secas do que a média nos países do sul e nordeste da Europa.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT