Na cidade

O novo baloiço de sonho em Portugal é o maior do País — e é deslumbrante

Tem mais de sete metros de altura, uma vista incrível para a Serra do Soajo, um pôr do sol sem igual. Conheça o Baloiço do Mezio.
É incrível.

Este baloiço não é como os outros — com sete metros de altura, a sensação de voar no vazio (porém em segurança) nunca fez tanto sentido como aqui. E essa é apenas uma das mais-valias do novo Baloiço do Mezio, que acabou de ser inaugurado na Serra do Soajo, freguesia de Cabana Maior, em Arcos de Valdevez.

Às portas do Parque Nacional Peneda-Gerês nasceu a maior estrutura de cordas e madeira do País, onde pode estar, pensar, usufruir da natureza, entrar em contacto com as suas memórias de infância e aproveitar vistas absolutamente incríveis. E claro, por que não, encher o Instagram de fotos de fazer inveja a qualquer um. 

Há lugares onde se consegue deslumbrar com uma beleza natural que nem sabia que existia.Bom Domingo!

Publicado por Baloiço do Mezio em Domingo, 19 de julho de 2020

O projeto do Baloiço do Mezio foi lançado por por Joaquim Campos, presidente da junta de freguesia de Cabana Maior: primeiro em maio, nas redes sociais. Depois, e “porque uma questão de licenciamento demorou dois meses até à sua inauguração”, chegou a abertura, no passado dia 11 de julho.

O autarca local explica à NiT que a concretização do seu projeto de sonho teve apoio do município de Arcos de Valdevez e da própria junta de freguesia e conta-nos como tudo começou. 

“Achei uma ideia brilhante, a colocação de baloiços em zonas panorâmicas, como se já verifica em vários pontos do país. É uma atração fantástica para o sector do turismo, e com retorno imediato”, começa por frisar.

Publicado por Baloiço do Mezio em Segunda-feira, 13 de julho de 2020

Os baloiços são, acredita, projetos que vão “ao encontro do que as freguesias precisam, gerar economia para as suas localidades”. E são uma boa forma de guiar os turistas aos pontos mais altos, com paisagens deslumbrantes, e “ao mesmo tempo mostrar aquilo do que melhores existe, paisagem, natureza, cultura, e um património histórico riquíssimo, como é o nosso caso”, adianta.

E o que mais destingue o Baloiço do Mezio dos outros? Em primeiro lugar, a “imponente altura” com mais de sete metros, explica; em segundo, um “formato perfeito”, erguido num local considerado Reserva Mundial da Biosfera, pela UNESCO. Além de tudo isto, fica próximo de uma das cinco “Portas” de entrada para o Parque Nacional da Peneda-Gerês, a “Porta do Mezio”, a apenas 500 metros. 

Foto: João Pires

Publicado por Baloiço do Mezio em Segunda-feira, 13 de julho de 2020

 

Nesta zona protegida pode agora baloiçar sem tempo, sem horários, sem perigo, sem pagar, quando quiser; e também pode passar momentos de diversão com a família e amigos, com arborismo, slide, escalada e piscina à mão de semear, na Serra do Soajo. Finalmente, pode ainda optar por umas férias completas: afinal de contas, o baloiço fica apenas a um quilometro do parque de Campismo da Travanca, e das belíssimas lagoas por ali espalhadas.

Por tudo isto, uma das apostas da junta foi também a de melhorar os acessos aos visitantes, para se deslocarem sem dificuldade até ao baloiço —uma caminhada de apenas 120 metros em terreno tranquilo. E o sucesso foi imediato: “desde da sua Abertura a afluência tem sido impressionante, arrisco mesmo em dizer que em apenas nove dias já passaram perto de 1.500 pessoas”, diz-nos Joaquim Campos.

O local é magnifico, o pôr do sol é deslumbrante, vale bem a sua visita. E para o encontrar, nada mais fácil: basta inserir as coordenadas 41°53’36.2″N 8°19’12.3″W no seu GPS.

Os baloiços de madeira panorâmicos são uma novidade relativamente recente no nosso País, mas um sucesso imediato. Além de lindos e com vistas perfeitas, enchem as redes sociais de fotos que funcionam como uma espécie de bilhetes postais da região — e o turismo agradece. 

Recentemente, abriu um destes locais maravilhosos na Serra da Boneca, com vista para o Rio Douro — tal como a NiT lhe contou. Para quem não conhece, há outros dois baloiços panorâmicos com uma história semelhante e até mais antigos — e que também foram criados por jovens para valorizar as suas terras. Neste caso, são espaços irmãos entre si, ou seja filhos do mesmo projeto e próximos um do outro.

Falamos do Baloiço do Trevim e do Baloiço do Burgo. Os mesmos que inspiraram uma jovem a criar o Baloiço do Talegre, na freguesia e Serra de Alburitel, no concelho de Ourém; e em junho o de Penedros da Cabeça.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT