Na cidade

Os novos navios elétricos da Transtejo vão entrar ao serviço já este ano

A despesa consiste num investimento global de 70 milhões de euros, com a manutenção a rondar os 29 milhões.
Vêm dos estaleiros espanhóis Gondán

A renovação da frota da Transtejo, com a aquisição de dez navios elétricos, estará pronta para começar a navegar ainda durante 2022. E as imagens das novas embarcações já foram divulgadas. A notícia chega depois da reprogramação, por parte do Conselho de Ministros, da despesa autorizada em 2019.

Inicialmente, estava previsto um investimento global de 57 milhões de euros e gastos de aproximadamente 33 milhões de euros na manutenção. Os números correspondiam a um período entre 2020 e 2035. Com a alteração dos valores, o Plano de Renovação da Frota da Transtejo atinge um máximo de 70 milhões de euros de investimento nos navios e aproximadamente 29 milhões de euros para a manutenção até 2036.

A justificação para a reprogramação passa pela abertura de um concurso público aberto pela empresa de transporte fluvial e respetivas candidaturas apresentadas. Os vencedores do concurso foram os estaleiros espanhóis Gondán, que já iniciaram a construção dos navios elétricos.

A Transtejo é a linha que assegura as ligações fluviais entre Lisboa e o Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão. Com a previsão de que o primeiro navio será entregue este ano, as operações passam por Cacilhas, Montijo, Seixal e distrito de Setúbal.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT