Turismos Rurais e Hotéis

6 piscinas frescas e imperdíveis que justificam uma visita ao Douro

Não é propriamente uma região conhecida pelo charme dos banhos, embora não faltem opções para tirar partido do calor.

O tamanho não importa. Falamos, claro, de piscinas, as salvadoras dos dias quentes e, para muitos, um dos elementos cruciais no momento de escolher o destino da próxima escapadinha. Se no litoral, o mar é destino quase certo, no interior o calor abrasador só se combate de duas formas: nas águas do rio ou num destes tanques bem frescos.

Com a explosão do enoturismo no Douro, multiplicam-se as piscinas infinitas com panorâmicas invejáveis sobre o rio serpenteante. Uma delas é a da Quinta de Ventozelo, que tira partido da enorme quinta e da elevada altitude do alojamento, numa posição privilegiada para exibir a beleza natural do local.

É um dos spots mais procurados no interior da enorme quinta com 400 hectares, mais de metade preenchidos com as vinhas onde nascem os vinhos que podem ser provados no restaurante e na sala de provas.

A poucas semanas do arranque oficial da época mais quente do ano, é altura de fazer escolhas. E uma potencial visita ao Douro pode e deve colocar na equação a beleza da piscina. Afinal, será sempre uma das atividades obrigatórias.

Por oposição à elevada estatura da piscina de Ventozelo, existe, por exemplo, a da Quinta de São Bernardo, deitada numa cota baixa, pouco acima das vinhas que vão praticamente até à margem, mas sempre abaixo da linha ferroviária do Douro, de onde se ouve bem a passagem das carruagens.

De Mesão a Fôz Coa, esta é uma viagem itinerante entre mergulhos e banhos de sol, rio acima, entre águas frescas para atenuarem as altas temperaturas. Tome nota.

Carregue na galeria para conhecer a seleção da NiT com as seis piscinas mais bonitas da região.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT