Turismos Rurais e Hotéis

A família apaixonada por surf que abriu um refúgio entre o campo e o mar na Ericeira

Começou por comprar um “pedaço de terreno” na região para construir uma casa de habitação, mas rapidamente cresceu para um projeto de turismo rural.
Tem 11 hectares.

A família de Tiago Matos sempre viveu em Lisboa, mas a paixão pelo surf e pelos desportos náuticos fez com que passasse grande parte das férias de verão na Ericeira. O piloto profissional de 59 anos teve quatro filhos e todos se apaixonaram pela vila pitoresca com ondas perfeitas e praias pacíficas, tanto que decidiram construir uma habitação própria na localidade — e foi o início da história da Quinta dos Raposeiros.

Com uma localização maravilhosa entre o mar e o vale da praia de São Lourenço, os Matos começaram por comprar um “pedaço de terreno” com o objetivo de construir ali uma casa própria, há mais de 20 anos. “Não existia nada lá, era apenas um pinhal que foi completamente transformado aos poucos”, conta à NiT a atual gerente da quinta, Rita Lopes.

A aquisição fez com que se mudassem definitivamente para a Ericeira, já que precisavam de “recorrer a casas de aluguer”. “Era para ser apenas uma casa de fim de semana, mas gostavam tanto do destino que vieram para cá”, diz. Ao mesmo tempo, aproveitaram para comprar terrenos adjacentes e a ideia de avançar com um projeto de turismo rural começou a nascer. Afinal, tinham 11 hectares de área para aproveitar.

Tudo começou com a construção de quatro apartamentos, destinados sobretudo a famílias numerosas, tal como eles. Os primeiros hóspedes chegaram em 2012, mas não estavam à espera de tanto sucesso. “Começou a ser apenas no verão, mas a procura cresceu e abriram o ano inteiro. Até decidiram fazer uma construção mais inovadora, com vista sobre o oceano”, adianta a responsável.

Volvidos cinco anos, Tiago Matos adicionou ao portfólio seis estúdios T0 “mais modernos”, todos eles construídos de raiz e com uma vista desafogada. “Não existia nada aqui, eram só terrenos agrícolas íngremes e cheios de pedras, pelo que foi necessário fazer várias intervenções”. 

Enquanto os apartamentos, com 60 metros quadrados, têm capacidade para acomodar quatro hóspedes, os quartos mais recente, com metade do tamanho, podem alojar três pessoas. Ambos dispõem de uma kitchenette, uma zona de estar e uma varanda com vista para o mar.

A localização é, sem dúvida, um dos grandes destaques da quinta. “Estamos completamente no campo, mas podemos avistar o mar. A maior parte do terreno são pinheiros, temos partes que são de natureza pura, sem intervenção humana, como árvores muito antigas”, destaca Rita Lopes. Atualmente, estão a ser criados trilhos dentro da propriedade para que os hóspedes possam explorar tudo à vontade — e sem se perderem.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Quinta dos Raposeiros | Ericeira Hotel (@quinta.raposeiros)

Outra mais-valia é o portão dentro da propriedade que leva os visitantes a percorrer um caminho agrícola que vai dar à praia de São Lourenço, numa caminhada que dura entre 20 a 40 minutos. Entre pinheiros e árvores de fruta, “é um espaço privilegiado para revitalizar e descomprimir, no sossego do campo, com o azul do mar de fundo e uma paisagem encantadora envolvente.”

Ainda no interior da propriedade, os hóspedes têm acesso a uma piscina comum, localizada junto aos apartamentos. Ao lado, podem ainda aproveitar a Sala do Telheiro, um espaço comum com mesas, cadeiras, sofás e jogos de tabuleiro. Já perto dos quartos duplos premium existe um half pipe para o skate, que também está à disposição dos clientes. 

Em agosto do ano passado, nasceu um tanque de rega “no meio dos limões” que pode ser utilizado como uma segunda piscina. Já em 2019, nova adição: uma “sala rooftop” com 150 metros quadrados (e com vista panorâmica sobre a Reserva Ecológica do Vale de São Lourenço”, que pode receber diversos eventos, bem como atividades como ioga. 

Quem ficar hospedado no turismo rural tem ainda direito a um serviço de pequeno-almoço de entrega no seu alojamento, com hora marcada. Os hóspedes irão receber um cesto com produtos regionais, alguns deles produzidos na quinta, como é o caso das compotas. 

Neste terreno de 11 hectares crescem limões, laranjas, figos, marmelos, dióspiros, pêssegos e maçãs. Durante a estadia, é possível fazer a colheita e comer esses alimentos mais tarde nas refeições. Por aqui, toda a produção é biológica.

Os valores variam consoante a época do ano, mas rondam entre os 100€ e os 180€ por noite. As reservas podem ser feitas online.

De seguida, carregue na galeria para conhecer melhor a Quinta dos Raposeiros, na Ericeira.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Quinta dos Raposeiros, Caminho dos Raposeiros
    2640-065  Ericeira
ESTILO
turismo rural
PREÇO MÉDIO
Entre 100€ e 200€
AMBIENTE
rural

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT