Turismos Rurais e Hotéis

Bartolomeu, a casa com piscina infinita no “Algarve autêntico” que poucos conhecem

O casal Iuri e Cátia lançaram a empresa Casas d’Areia para mostrar a beleza da zona menos massificada da região.
Fica em Castro Marim.

Iuri de Assis Maló e Cátia Mira já trabalhavam na área da gestão hoteleira há alguns anos quando sentiram vontade de construir algo a que pudessem chamar seu. Os algarvios de 42 e 40 anos (respetivamente) queriam, ao mesmo tempo, mostrar a beleza de um Algarve que poucos conhecem. 

A região, que costuma ser invadida pelos turistas nos meses de verão, não é feita só de praias. É ali, no sotavento algarvio, que se encontra “o Algarve autêntico”, com as suas aldeias piscatórias e maravilhas naturais.

Dedicados e apaixonados pela autenticidade das casas da região, o casal decidiu criar uma experiência de alojamento “com um twist de irreverência, sentido estético e respeito pela natureza”. Em 2021, fundaram a empresa Casas d’Areia, com o intuito de recuperar e remodelar casas antigas (mantendo a sua traça) para as colocarem no mercado turístico.

“A maioria das nossas casas estão situadas no sotavento algarvio, até porque é esse o nosso conceito. Queremos muito dar a conhecer o Algarve menos massificado, localidades mais afastadas dos grandes centros urbanos, mas igualmente próximas da praia”, começa por contar à NiT Iuri de Assis Maló. Ali, as paisagens são “mais exclusivas e pitorescas”, descreve.

Atualmente contam com seis alojamentos disponíveis — e nenhum foi escolhido ao acaso. Durante a pesquisa, há uma série de características que têm em consideração. “Queremos sítios em zonas exclusivas, outras mais calmas, que tenham uma área exterior ainda considerável para podermos construir uma piscina e criar toda uma envolvência”, adianta.

A busca levou-os a Castro Marim, onde encontraram a Casa Bartolomeu, que se prepara para receber os primeiros hóspedes a 1 de junho, precisamente um ano após a compra.

Com 500 metros quadrados de terreno, era uma moradia antiga, que estava desabitada há cerca de três anos. “Quando a vimos pela primeira vez, no final de 2022, vimos que tinha todo o potencial para os projetos que costumamos fazer”, revela. 

A localização também era uma mais-valia: está a cerca de 10 minutos a pé da Praia Verde, com um areal com cerca de 550 metros e uma enorme extensão de dunas bem preservadas. 

Apesar do design contemporâneo, os responsáveis mantiveram a fachada e respeitaram ao máximo os traços tradicionais da arquitetura algarvia. O alojamento destaca-se ainda pelos materiais naturais, como o linho e as madeiras, cores claras, tetos altos e uma incrível luz natural que invade a casa pelas enormes janelas.

“Tentámos ter o máximo de luz natural possível, por isso abrimos as janelas, as portas, mesmo as de passagem. Quanto aos tetos, queremos sempre pés-direitos altos e em V, como as casas algarvias antigas”, revela.

No interior encontram-se três confortáveis quartos, uma sala com uma vista maravilhosa e acesso direto à cozinha, e três casas de banho (mais uma no exterior). A decoração, confessa, é uma “mistura do rústico com modernidade”, com o minimalismo que costuma marcar todos os projetos do casal. 

A grande protagonista, contudo, é a piscina infinita que marca a paisagem do exterior, com toda a envolvência de oliveiras e plantas aromáticas. O alojamento dispõe ainda de uma lareira exterior e banheira ao ar livre.

“Tínhamos um terreno com umas cinco árvores e tivemos de reformular tudo para criar uma vegetação completamente diferente. Depois construímos uma piscina infinita com pedra de Bali”, conta.

A verdade é que muita da inspiração para a renovação destes espaços vem das viagens que costumam fazer em conjunto. Nos últimos anos, voaram para destinos como Sardenha, Grécia, Marrocos, Dinamarca, Brasil, Cuba e os Estados Unidos. 

“Este em específico é muito inspirado no estilo mediterrâneo”, descreve. Iuri está mais ligado ao negócio imobiliário e à procura dos terrenos, enquanto Cátia idealiza a disposição e toda a decoração. 

Os preços da estadia neste refúgio algarvio — com capacidade para seis hóspedes e a poucos minutos da Praia Verde — variam entre os 400 aos 610€ por noite, a casa completa. As reservas podem ser feitas online.

Carregue na galeria para ver mais imagens da Casa Bartolomeu, em Castro Marim.

 

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    R. da Fábrica
    8950-270 Castro Marim
ESTILO
alojamento local
PREÇO MÉDIO
Mais de 200€
AMBIENTE
rural

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT