Turismos Rurais e Hotéis

Cozinhar e relaxar em família: os 2 hotéis na serra que puseram Alvados no mapa

O projeto começou com um empreendimento que punha os hóspedes a prepararem refeições. Hoje têm mais um projeto, o The Nest.

Quando Rita e Rui Anastácio foram à procura de financiamento para um novo projeto, foram recebidos com ceticismo. “Vocês querem pedir às pessoas que paguem 25 euros e que ainda tenham que cozinhar o seu próprio jantar?”, recorda a empresária de 49 anos.

“Na altura não havia MasterChefs, nem a cultura da cozinha que se massificou depois. Foi difícil arrancar”, conta. Mas o projeto arrancou mesmo em 2012, ano em que foi inaugurado o Cooking and Nature Emotional Hotel. Um ano depois, era eleito como o hotel revelação do ano — e a ideia provou ser um sucesso, contrariando todos os que achavam que nada daquilo fazia sentido.

Mais de uma década depois, Rita e Rui são donos de dois projetos hoteleiros, com o mais recente instalado a apenas 200 metros do outro, na pequena aldeia de Alvados, no concelho de Porto de Mós, em Leiria. A história começou a escrita há duas décadas com o primeiro alojamento que celebra o 20.º aniversário no próximo dia 5 de junho.

“Sempre gostámos desta zona e já tínhamos aqui um terreno para eventualmente virmos morar para a aldeia junto ao Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros. Decidimos então criar ali o primeiro alojamento turístico”, explica. A Casa dos Matos foi, durante uma década, a concretização desta ideia de aposta no turismo na natureza. O crescimento fez-se aos poucos, até que uma ideia serviu de rastilho para uma nova fase deste projeto familiar.

Rita e os restantes elementos da família são cozinheiros amadores por natureza. “Já o Rui não sabia cozinhar um ovo. Um dia sugeriu que poderia ser ele a cozinhar para nós, só precisava de uma receita e dos ingredientes”, explica. “Foi a partir daí que a ideia surgiu, até porque neste projeto nós não chamamos as pessoas que já sabem cozinhar. Não é um conceito para chefs, para quem já gosta. É precisamente um sítio para despertar essa paixão nas pessoas que não gostam de entrar na cozinha.”

Esse é uma das principais atividades que pode encontrar no hotel. Durante uma hora e meia, pode ocupar lugar privilegiado na cozinha e com a ajuda de membros da equipa do hotel, preparar o menu. À espera terá todos os ingredientes, a receita — criada pelo chef Nuno Barros — e a ajuda preciosa dos profissionais. Pode cozinhar uma entrada, um prato principal ou uma sobremesa — e espera-se que a parte da confeção seja tão divertida quanto a do momento em que se senta à mesa para provar os pratos.

O projeto conta com 12 quartos, todos eles com nomes de emoções. Mas por detrás destas emoções está sempre um filme, uma inspiração cinematográfica que traça a linha decorativa do espaço. O Passado/Nostalgia vai buscar elementos à obra de Charlie Chaplin, aos tons a preto e branco e aos chapéus de coco que iluminam as mesinhas de cabeceira.

Assumem-se como “um espaço family friendly” e incluem naturalmente muitas atividades para os adultos e para os miúdos, sempre sem ecrãs ou tecnologia à mistura. “A ideia é que possam subir às árvores, andar na rua, explorar espaços, andar de bicicleta, passear a cavalo”, conta.

Também no spa quiseram inovar e fugir “ao conceito clássico”. “Inspiramo-nos nos banhos árabes e pedimos à arquiteta do projeto, Ana Correia, para desenhar um banho árabe moderno”, diz. O esforço resultou numa área com três piscinas a temperaturas diferentes, para criar um circuito relaxante que pode ser reservado em. exclusivo.

Com a ascensão do projeto, decidiram renovar completamente a Casa dos Matos, que fica a 200 metros de distância. O plano passava por remodelar totalmente a casa e acrescentar-lhe mais quartos e apartamentos. Chamaram-lhe The Nest, o Ninho.

A funcionar desde 2023, inclui oito quartos duplos e três apartamentos, um deles pet friendly. O edifício inclui também um restaurante, o Terruja, que abriu no início de 2024 e está aberto a hóspedes e não-hóspedes.

“Não gostamos de fazer duas coisas iguais. No The Nest, quisemos fazer os quartos todos em madeira, inspirados em habitats de diferentes animais do Parque”, explica. Essa inspiração dita então a escolha das texturas e objetos que se encontram em cada unidade, das plantas às almofadas, passando pelos padrões coloridos ou mais simples. “É uma perspetiva arquitetónica simples, inspirada em materiais naturais, na simplicidade dos ninho.”

Com dois projetos na pequena aldeia de Alvados, Rita confessa que agora é tempo de estabilizar — e de voltar a trabalhar na internacionalização que a pandemia travou. “Há a possibilidade de alargar para outras unidades. Mas são ideias. Ideias há sempre.”

Carregue na galeria para ver mais imagens dos hotéis.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua Asseguia das Lages, 181
    2480-032 Alvados
ESTILO
hotel
PREÇO MÉDIO
entre 101€ e 150€
AMBIENTES
familiar, romântico, spa

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT