Turismos Rurais e Hotéis

De estação ferroviária a hotel temático: descubra este novo projeto em Viana do Castelo

O novo Axis Avenida deverá abrir em 2023, com 50 quartos, um restaurante e um bar.
Deve abrir em 2023.

A estação ferroviária de Viana do Castelo foi construída no século XIX e está prestes a ganhar uma nova vida: é ali que vai nascer o novo hotel da cidade. De acordo com o presidente da autarquia, Luís Nobre, a Infraestruturas de Portugal (IP) é a proprietária do imóvel que está devoluto há mais de uma década.

Os serviços que estão atualmente a funcionar na estação de caminhos-de-ferro não vão desaparecer, mas serão transferidos para outro local. Já a bilheteira e o bar, por exemplo, vão manter-se.

A reabilitação da estação ferroviária e a sua adaptação a hotel temático vai estar nas mãos do grupo Turilima, empresa que também detém o hotéis Axis em Viana do Castelo e Ponte de Lima. As obras deverão começar já no próximo mês. Em declarações à NiT, Rui Costa, administrador da Axis Hotéis & Golfe, adianta que “a decisão de investimento no projeto da estação resulta da comunhão de interesses entre a IP, que pretendia a reabilitação do edifício que se encontra maioritariamente devoluto, e a insígnia Axis Hotéis, que desta forma reforça a sua posição num mercado da sua área geográfica”.

A unidade hoteleira vai chamar-se Axis Avenida e a sua particularidade (além de estar na estação ferroviária) é que será um hotel temático. “Terá, com certeza, na sua génese um tema relacionado com a história do edifício e a sua afetação ao caminho-de-ferro”, explica.

O projeto prevê a utilização de objetos ou peças antigas que não estão a ser aproveitados pela IP. O balcão antigo do café que existe na estação, por exemplo, vai ser preservado e utilizado no espaço mais nobre do hotel.

“A diferenciação deste projeto resultará maioritariamente das características únicas do edifício e da sua localização absolutamente central. Toda a intervenção será alicerçada numa cuidada e contemporânea valorização arquitetónica e focada na temática associada”, garante o administrador do grupo.

O Axis Avenida deverá estar concluído no segundo semestre de 2023 e terá 50 unidades de alojamento, um restaurante e um bar.  O projeto de arquitetura é da responsabilidade da equipa Miguel Diogo Arquitetura e propõe a criação de 35 quartos no edifício principal — cinco quartos duplos, 15 quartos twin, 14 duplex twin e um quarto twin adaptado para mobilidade reduzida — e de 15 quartos no edifício anexo, sendo que três serão quartos duplos e os restantes quartos twin.

A proposta do projeto de arquitetura pretende alterar e recuperar o edifício da estação que, à exceção do piso 0, se encontra devoluto e em contínuo estado de degradação. Por estar inserido na zona histórica, o projeto irá manter a estrutura original e outras características do espaço.

A unidade hoteleira terá capacidade máxima para 100 hóspedes e trata-se “de uma proposta dinamizadora da atividade turística, do setor económico e da geração de emprego da região, beneficiando diretamente visitantes e a comunidade local”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT