Turismos Rurais e Hotéis

Hotel Mundial vai estar em obras durante os próximos 3 anos

O espaço no centro de Lisboa vai passar a ter um jardim no terraço, mas menos quartos disponíveis.
Não vai encerrar.

O Hotel Mundial, um dos mais emblemáticos de Lisboa, vai estar em obras de requalificação durante os próximos três anos, mas não irá encerrar. O objetivo? “Recuperar o glamour dos anos 60”, de acordo com a administração. 

A renovação ficará por responsabilidade do estúdio de arquitetura Broadway Malyan, e pretende também “responder à crescente procura de alojamentos turísticos de alta qualidade na cidade”, refere a Portuguese Hospitality Collection (PHC), marca que detém a unidade.

Durante o primeiro ano, a empreitada focar-se-á no piso térreo e no primeiro andar. Nos dois anos seguintes, vai incidir sobre os quartos, que passarão a ser 317 (menos 32 do que aqueles que tem atualmente), 10 por cento dos quais serão suites no oitavo e nono piso, e outros 10 por cento vão ser comunicantes.

Para 2024, a Broadway Malyan quer, então, remodelar as áreas comuns do Hotel Mundial, que foi inaugurado a 3 de dezembro de 1958. A receção, o lobby e o bar vão ser requalificados.

Além disso, a área de restauração vai passar a ter uma nova disposição, que o estúdio descreve como sendo “mais confortável para os hóspedes e mais funcional para a operação, tirando maior partido da luz natural e da vista para a futura Praça do Martim Moniz”. 

No primeiro piso, onde se situa este serviço, vão ser criadas duas novas salas para reuniões e eventos, passando de seis para oito. O terraço, por sua vez, também vai ser modificado e, se tudo se concretizar conforme planeado, irá receber um novo jardim no pátio que já conhecemos.

“O ponto central do projeto será a abertura da entrada original, criando uma conexão ao bar do hotel, que ajudará a potenciar uma nova ligação entre a unidade e a sua localização urbana privilegiada. Esta requalificação vai ainda permitir criar uma relação de maior proximidade entre as áreas do lobby/receção e bar”, refere a PHC.

Para criar um empreendimento mais uniforme, a empresa vai apostar numa paleta cromática clara e brilhante em todo o hotel, com decorações verdes e materiais naturais.

“O Hotel Mundial ocupa um lugar importante na transformação de Lisboa numa cidade moderna e global e estamos muito satisfeitos por trabalhar com a Broadway Malyan para garantir que o hotel continue a fascinar e a encantar os seus hóspedes e clientes durante muitos anos. Estamos a trabalhar no presente e a preparar o futuro”, realça Miguel Andrade, diretor-geral de operações do grupo.

O primeiro esboço da futura receção.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT