Turismos Rurais e Hotéis

O boutique Hotel do Douro que as revistas internacionais não param de elogiar

A Quinta da Côrte esteve em destaque na "Tatler" e "Condé Nast Traveller". Descubra porquê.
As críticas também são positivas.

A propriedade que apaixonou Philippe Austruy em 2012 e que tem conquistado hóspedes em todo o mundo, voltou a chamar a atenção de revistas de viagens de referência. A Quinta da Côrte, situada no coração do Douro, foi destacada por duas publicações britânicas, a “Tatler” e a “Condé Naste Traveller”, como um dos melhores hotéis para desfrutar de umas férias paradisíacas na conhecida região demarcada.

Segundo explica fonte da unidade de Valença do Douro à NiT, a Condé Nast destaca o seu estilo e serenidade únicas, falando dos seus oito quartos com “cadeiras de vime; luz de venezianas refletidas no gesso texturizado; nichos recuados cheios de jarros de flores silvestres. Na varanda, o deslizamento azul-escuro da piscina paira sobre os vinhedos verdes manchados”, é descrito pela publicação.

“É para nós um orgulho enorme ser destacado por estas publicações de renome, que denotam a qualidade da nossa quinta, pois é um reconhecimento do nosso trabalho e ao mesmo tempo uma oportunidade de posicionar o Douro como um destino de eleição”, explica Marta Casanova, diretora e enóloga da Quinta da Côrte.

O projeto de recuperação da Quinta da Côrte esteve ao cargo do arquiteto Pierre Yovanovitch, tendo este apostado numa combinação do design moderno com as tradições do Douro, que tem sido um dos grandes chamarizes do espaço renovado em 2018.

Antiga propriedade das famílias locais Pacheco & Irmãos, durante vários anos a Quinta produziu uvas e, por vezes vezes, lotes de vinho que até eram vendidos aos grandes nomes do vinho do Porto, como Delaforce, Croft, Taylor’s e Ramos Pinto.

Em 2013, adianta a mesma fonte, Philippe Austruy, um empresário que já era dono de várias propriedades em França e uma em Itália, estava à procura de uma quinta especificamente no Douro. Quando visitou a Quinta da Côrte, foi um caso de amor à primeira vista: os edifícios estavam em muito mau estado e notava-se uma falta de manutenção por todo o lado, porém, o francês via o seu enorme potencial.

Como a NiT já lhe contou, o que Philippe encontrara eram as bases do que viria depois: as uvas que eram apanhadas nas vinhas seguiam para outros destinos, e da casa pouco se aproveitava. No entanto, o pioneiro da saúde privada e dono de uma das maiores fortunas de França, abraçou o desafio que duraria até 2018, quando a obra ficou terminada.

Além de uma adega moderna que permite à Quinta da Côrte produzir os seus próprios vinhos, a última parte do sonho a ficar terminada foi o enoturismo, graças à recuperação dos antigos edifícios, cuja traça exterior foi mantida, embora completamente renovados no seu interior. 

Atualmente, não são mais de 200 metros os que separam a adega da antiga casa, totalmente recuperada para receber os hóspedes da Quinta da Côrte. Todo o espaço é uma mistura de requinte e tradição, porém um dos tesouros esconde-se no final de um pequeno caminho de xisto, que o leva até à piscina infinita, feita em pedra, debaixo de azinheiras, num dos locais com vista mais privilegiada da quinta.

Com dois tipos de suite disponíveis, os preços da estadia na Quinta da Côrte vão desde o valor mais baixo de 160€ na época baixa até aos 320€ na época alta de verão.

Além do destaque nas revistas internacionais, a unidade tem também críticas extremamente positivas em plataformas como a TripAdvisor, onde se sucedem os elogios ao espaço e natureza em seu redor.

De seguida, carregue na galeria para conhecer melhor este espaço.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Quinta da Côrte, Valença do Douro, Tabuaço - Portugal
ESTILO
turismo rural
PREÇO MÉDIO
entre 151€ e 250€
AMBIENTE
wine house

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT