Turismos Rurais e Hotéis

O hotel lunar planeado pela Hilton ainda antes da chegada à Lua

Stanley Kubrick imaginou um hotel Hilton no seu clássico “2001: Odisseia no Espaço”. Foi quase profético.
O hotel Hilton de Kubrick.

Foi a 20 de julho de 1969 que a humanidade pôs pela primeira vez um pé na Lua, com a aterragem da Apollo 11. Foi o tal “pequeno passo para o Homem, um salto gigantesco para a humanidade” de Neil Armstrong.

Um ano antes, em 1968, o visionário cineasta Stanley Kubrick lançava “2001: Odisseia no Espaço”, ainda hoje um dos maiores marcos da história do cinema de ficção-científica, que incluía até uma cena num hipotético hotel Hilton no espaço.

Curiosamente, em 1967, a famosa cadeia de hotéis teve mesmo planos para um hotel na lua, o Lunar Hilton. “Mal passa um dia em que alguém não me pergunte, jovialmente, quando é que o Lunar Hilton vai abrir. Eu sei que eles estão a brincar, mas para mim não é brincadeira”.

As palavras que a “CNN” recorda foram proferidas por Barron Hilton a 2 de maio de 1967, numa conferência em Dallas, organizada pela Sociedade de Astronomia Americana. Na altura, era ele o presidente da cadeia de hotéis.

O caso hoje em dia será lembrado por muito poucos, e menos ainda em Portugal. Mas naquela altura o projeto imaginado pela Hilton foi assunto na imprensa mundial, como recorda à cadeia de televisão norte-americana Mark E. Young, historiador da Universidade de Houston.

Hoje em dia planos para um hotel no espaço já não parecem ideia tão distante de ficção-científica. Mas na altura ainda vivíamos os primórdios da aviação a jato. A ideia, por isso, era mais um “e se”. Ainda assim, algumas ideias chegaram ao papel.

A estrutura iria incluir um Orbiter Hilton, um laboratório de 14 níveis capaz de acomodar até 24 pessoas, para aquilo que seriam viagens curtas ao espaço. Uma espécie de área de serviço onde daria para pernoitar.

Reprodução arquivo da Universidade de Houston.

O Lunar Hilton propriamente dito, foi imaginado como tendo três pisos. O inferior seria totalmente para equipamento e mecânica. O do meio incluiria corredores e um máximo de 100 quartos. O piso de cima seria de zona lounge ao melhor estilo luxuoso da Hilton. O objetivo, explica o mesmo historiador, era ter no espaço o máximo possível da experiência de um hotel Hilton na Terra.

Os desenhos existentes do projeto são um trabalho de Don Douglas, na altura líder da McDonnell Douglas, fabricante de aeronaves, que foi consultado pelo gestor a propósito da ideia.

O então presidente da cadeia de hotéis era um apaixonado por aviação. Sabia, aliás, pilotar aviões e helicópteros e chegou mesmo a organizar competições de aviação e encontros entre pilotos e astronautas no seu rancho, no Nevada.

Barry Hilton morreu em 2019 sem ver o seu Hilton no espaço mas numa altura em que o turismo espacial já vai sendo uma realidade. A NiT, aliás, já lhe revelou como poderá ser o primeiro hotel espacial, previsto para 2027. Veremos se nas próximas décadas a hilton revisita o sonho do seu antigo presidente.

Reprodução arquivo da Universidade de Houston.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT