Turismos Rurais e Hotéis

O inusitado hotel que nasceu num comboio histórico estacionado a meio de uma ponte

Todos os quartos têm janelas gigantes para que possa observar todo o parque e rio que o rodeiam. Tem ainda uma piscina exterior.
Fica a 15 metros sobre o rio.

Antigamente os comboios eram apenas usados como meio de transporte mas com o passar dos anos foram-se tornando em algo muito mais complexo — e luxuoso. Algumas carruagens entraram mesmo para a história por serem verdadeiros monumentos circulantes à sofisticação e ao bom gosto. O Expresso do Oriente que voltará a circular em 2023 é sinónimo de ostentação. Porém, o híbrido que nasceu na África do Sul funciona de uma maneira diferente.

Muitas composições ferroviárias destinadas às carteiras mais recheadas continuam a levar os viajantes até aos seus destinos, mas o Kruger Shalati permanece estático. O hotel é também uma homenagem ao passado da África do Sul. O comboio inaugurado em 1923, fazia viagens de nove dias pelo parque nacional Kruger, e estacionava no preciso local onde o novo alojamento se localiza atualmente, numa ponte sobre o rio Sabie. “O comboio é uma ode a todos os visitantes que exploraram o parque há mais de 100 anos”, lê-se no site. De acordo com a empresa que gere os parques nacionais da África do Sul, era comum os viajantes juntarem-se à volta de fogueiras durante o jantar, antes de voltarem para as carruagens.

Parte da inspiração para o novo empreendimento também surgiu da enorme ponte de ferro, a 15 metros do chão. “Quando o parque foi inaugurado, nos anos 20, esta era a única maneira de o visitar — no comboio que durante a noite permanecia nesta ponte. Era uma das partes mais populares da viagem de nove dias. Pegámos nesse conceito e demos-lhe uma interpretação mais contemporânea”, conta um representante do hotel à “Lonely Planet”.

Agora, todos os hóspedes podem desfrutar das vistas observadas pelos viajantes originais, em grande parte graças às enormes janelas de vidro que fazem parte das 24 carruagens transformadas em quartos, com uma decoração típica da África do Sul. “Estar deitada na banheira com um copo de vinho enquanto observo os animais a brincarem na água do rio que está em baixo de nós é uma experiência idílica”, diz Judiet Barnes, a gerente do hotel, à “Insider”.

Além dos dormitórios, o espaço conta com uma carruagem central que funciona como uma zona de lounge, um miradouro e uma vertiginosa piscina que parece estar a flutuar, já na parte de fora do comboio. Todas estas áreas estão interligadas por passadeiras exteriores. Atualmente, uma noite tem um custo de 467€, com tudo incluído, até transporte para o aeroporto de Skukuza.

O Kruger Shalati tem mais para oferecer. Já com os pés assentes na terra, o hotel conta com uma zona criada especificamente para as refeições, a Bridge House, cuja ementa varia consoante a estação do ano. Em 2022, os planos passam por expandir o edifício, tornando-o numa extensão do hotel com mais sete quartos, sendo seis deles para famílias e o último uma suite de lua-de-mel.

Quem quiser uma experiência ainda mais imersiva na natureza do parque poderá fazê-lo fazendo um percurso nos veículos que circulam por terra e que os levarão a ver os animais, por mais 265€ por dia.

De seguida, carregue na galeria para descobrir este inusitado hotel na África do Sul.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT